165 anos a dar voz à região

10
visualizações
Álvaro Balseiro Amaro - Presidente da Câmara Municipal de Palmela

No seu 165.º aniversário, o jornal O SETUBALENSE oferece à região três publicações de enorme interesse, que nos convidam a uma viagem no tempo por alguns dos momentos mais marcantes da nossa História contemporânea. Condensados nestes 165 anos, encontramos progresso e retrocesso, guerras e paz, regimes que se ergueram e que caíram, outras pestes que dizimaram milhares e desenvolvimentos científicos que nos levaram mais longe do que sonhávamos ir. Se mais não aprendemos com este olhar sobre o passado, somos, pelo menos, surpreendidos pela enorme capacidade de resiliência da Humanidade que, com todos os seus erros, procura reerguer-se, a cada desafio, um pouco melhor, um pouco mais elevada e consciente.

- Pub -

Assim se faz, também, a História da Península de Setúbal, ímpar nas suas riquezas, na beleza e nas enormes potencialidades, que tantas instituições e agentes têm procurado concretizar, apesar dos entraves que conhecemos. Os caminhos de desenvolvimento e de valorização económica, cultural, social e turística que temos sabido trilhar, nas últimas décadas, enfraqueceram a imagem que o país tinha de uma Península de Setúbal marcada pelo desemprego e pelas convulsões sociais. É essencial que o momento difícil que atravessamos não destrua o muito que já conquistámos, quando existe ainda tanto por desbravar.

Além do legado histórico e dos valores naturais e culturais que partilhamos, une-nos esta forma de estar aguerrida e comprometida com as populações e com um território que tem uma marca e um desígnio próprios. A Península de Setúbal merece uma atenção especial e distintiva, que tenha em conta as suas necessidades, realidades e contextos.
O SETUBALENSE é uma referência nacional na área do jornalismo e parte incontornável da nossa história. Hoje, continua a dignificar a Região, fazendo memória do nosso quotidiano, valorizando cada nova conquista e dando voz às nossas reivindicações, de forma plural, séria e com o sentido crítico que falta às redes sociais e outros suportes de comunicação. A situação de pandemia revelou essa falha, de forma gritante, e reaproximou o público da comunicação social, numa relação que merece ser reavaliada e aprofundada.

Os 165 anos d’O SETUBALENSE são, pois, motivo de júbilo e merecem uma saudação especial a todas as equipas que, ao longo do tempo, lhe deram vida e forma. A sua longevidade ultrapassa, em muito, a nossa e continuará, certamente, neste ou noutros formatos, a registar a vida desta região e das suas gentes. Colectivamente, temos a responsabilidade de saber construir um futuro sustentável que, daqui a 25, 50, 100 anos, continue a orgulhar as populações da Península e conte estórias de perseverança, trabalho e sucesso.

Comentários

- Pub -