16 Janeiro 2021, Sábado
- PUB -
Início Opinião O show off em Tróia

O show off em Tróia

A entrega de um barco por parte da Tróia-Natura ao ICNF insere-se na política de aparência que a empresa-capa da Tróia Resort desenvolve para ir dando a ideia de que faz muito pela Natureza.

- PUB -

O barco, cujo valor não foi revelado (não ultrapassará os 15 mil euros), é a última acção relevante conhecida, em muitos anos, por parte da empresa. E repare-se que o barco foi entregue ao ICNF, para ser esta entidade pública a operá-lo, não vá o encargo com a manutenção de uma equipa ficar como despesa permanente para a empresa.

A Tróia-Natura, do universo da Sonae Capital, que detém a Tróia Resort e a Atlantic Ferries, foi criada para promover a protecção ambiental em Tróia e, para esse efeito, recebe 10 cêntimos por cada bilhete dos barcos. O ano passado, para justificar o “roubo” do preço dos bilhetes para Tróia, a Atlantic Ferries dizia que, com essa comparticipação nas tarifas, tinha sido “já entregue [à Troia-Natura] mais de um milhão de euros de contrapartidas ambientais”. Alguém sabe em que foi usado esse dinheiro? Um barco, como o de ontem, e mesmo a iniciativa “Proteger os Golfinhos”, que a Tróia-Natura desenvolve no Verão (um barco a sensibilizar navegadores de recreio e turistas), não custam “mais de um milhão”.

Quanto recebe a Tróia-Natura de contrapartidas? Onde aplica essas verbas? Quantos funcionários tem? A empresa não presta essas contas publicamente (nem site tem) e as entidades públicas também não fiscalizam.

- PUB -

Acresce que, alguma coisa que a Tróia-Natura possa fazer, de estruturação do Turismo da Natureza, por exemplo, nada aproveita aos setubalenses e grandolenses. O usufruto está destinado exclusivamente aos milionários das casas que a Tróia Resort vende, e aos turistas. Alguém conhece uma promoção feita em Setúbal para que os locais vão a Tróia usufruir da natureza? As escolas, por exemplo, vão lá a convite da Tróia-Natura?

Antes pelo contrário. A estratégia é a de afastar os locais. Daí a exorbitância do preço dos bilhetes e o ter deixado, no ano passado, de haver desconto para crianças e idosos.
E assim, com estes números para a foto e algumas migalhas dadas aos municípios de Setúbal e Grândola, que mascaram uma estratégia de aproveitamento particular de algo que é um bem público, a Tróia Resort vai gerindo Tróia a seu belo prazer e gerando milhões.

- PUB -

Mais populares

Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho de Crise ou Catástrofe

Administração assume em circular normativa que estrutura para atender infectados dá sinais de completa saturação   A administração do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, activou...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...

Vandalismo esta madrugada na Aranguês e Tebaida destrói carros e loja

Três viaturas ficaram completamente destruídas pelas chamas que danificaram também a Agência Armindo
- PUB -