6 Março 2021, Sábado
- PUB -
Início Sociedade Alunos de Almada homenageiam tabela periódica da química

Alunos de Almada homenageiam tabela periódica da química

Alunos de várias escolas secundárias da região de Almada, 140 no total, “deram corpo aos elementos químicos da Tabela Periódica”, no dia em que se celebrou os 150 anos da criação do químico russo Dimitry Mendeleev, divulgou a Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Nova de Lisboa . O Parque Urbano Comandante Júlio Ferraz, em Almada, recebeu na manhã desta terça-feira, 29, a tabela humana formada pelos jovens, numa iniciativa com o apoio do Departamento de Química da  FCT NOVA, da Sociedade Portuguesa de Química e das Escolas Secundárias de Almada.

- PUB -

“Participaram neste evento alunos oriundos do Agrupamento Escolas Romeu Correia, da Escola Secundária Cacilhas-Tejo, da Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento, do Agrupamento de Escolas Emídio Navarro, do Agrupamento de Escolas João de Barros e do Agrupamento Escolas Rui Luís Gomes”, revelou a FCT, que se localiza no Monte da Caparica.

Faculdade de Ciências promoveu ‘flashmob’

A iniciativa, de resto, replicou-se em diversas cidades do país, assinalando o início oficial do Ano Internacional da Tabela Periódica.

- PUB -

A capital portuguesa foi um dos exemplos, com alunos, professores e funcionários da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, cada um simbolizando um elemento químico, a apresentarem uma dança coreografada, neste arranque de um ciclo de comemorações que incluem colóquios e um congresso.

No Ano Internacional da Tabela Periódica, proclamado para 2019 pela ONU e pela UNESCO, a dança, em formato “flashmob”, juntou precisamente 118 pessoas, simbolizando os 118 elementos químicos constantes da tabela, com camisolas de cores diferentes e cada uma com o nome de um elemento, o símbolo e o número atómico.

- PUB -

A tabela periódica foi idealizada há 150 anos pelo químico e físico russo Dmitri Mendeleiev, na altura reunindo 63 elementos químicos, organizados segundo a massa atómica e agrupados pelas propriedades físicas e químicas. Hoje tem 118 elementos, 92 naturais e 26 artificiais.

O Oganésson, o Nipónio, o Tenesso e o Moscóvio foram dos últimos a serem descobertos. Amélia Pilar Rauter, presidente do departamento de química e bioquímica da Faculdade de Ciências, precisou que o Moscóvio foi descoberto em 1999 mas que o nome só foi aprovado em 2006.

SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO com Lusa
- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...
- PUB -