Auto da índia pelo Teatro Estúdio Fontenova

71
visualizações

Encenado por Filipe Crawford, que diz ter sido fiel ao espírito original do Auto da índia de Gil Vicente, a peça leva ao palco um elenco de actores profissionais

 

- Pub -

O Auto da índia sobe ao palco de Setúbal a 21 de Março, no Fórum Luísa Todi. É a 67ª Produção do Teatro Estúdio Fontenova e uma das obras de Gil Vicente (1465-1536), considerado o primeiro grande dramaturgo português, incluída no Plano Nacional de Leitura.

Encenada por Filipe Crawford, com cenografia de José Manuel Castanheira, vencedor de prémios nacionais e internacionais, o Auto da índia conta com um elenco de actores profissionais com participação e experiência em várias produções do teatro e cinema.

Apresentada pela primeira vez em 1509, em Almada, perante a rainha D. Leonor, esta peça é tida com a primeira farsa de Gil Vicente e uma das primeiras peças da Península Ibérica a apresentar uma intriga, em vez de um monólogo representado por um actor, como era uso nas cortes palacianas.

O enredo, que tem como pano de fundo os descobrimentos e as suas consequências sociais, foi encenado por Filipe Crawford que quis ser fiel ao espírito do original e situar a peça na sua época e a representação no contexto do teatro das cortes no final da Idade Média, inspirando-se até em “Decameron”, de Pasolini, a partir de Boccaccio. Realça-se a farsa, e através de uma história cómica, todas as personagens são criticadas e ridicularizadas.

Comentários

- Pub -