Finalistas do Politécnico vão acarinhar idosos em situação de isolamento

28
visualizações

Projecto abrange 20 utentes da Associação de Solidariedade Social de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra

 

- Pub -

Com o intuito de acompanhar alguns “idosos em situação de isolamento social devido ao contexto de crise sanitária”, o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) tomou a iniciativa de desenvolver “um projecto que pretende prestar apoio técnico e emocional” a estes cidadãos. A medida, intitulada de idoSOS – Um dedo de conversa, abrange “20 utentes da Associação de Solidariedade Social da Freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, com idades entre os 64 e os 89 anos, que ficaram privados da valência de Centro de Dia, encontrando-se sozinhos em casa”, revela a instituição em comunicado.

A iniciativa, que vai funcionar “através de contactos telefónicos semanais ou através das redes sociais”, será conduzida “a partir da próxima semana por estudantes finalistas das licenciaturas em Fisioterapia e Animação e Intervenção Sociocultural”, de forma a conseguirem a “oportunidade de realizar os estágios, previstos no seu percurso de aprendizagem”.

Assim, aos estudantes de Fisioterapia “caberá a tarefa de prevenir o agravamento de situações crónicas através do acompanhamento de actividades que permitam aumentar o gasto energético e diminuir o comportamento sedentário”. Por sua vez, os alunos de Animação e Intervenção Sociocultural devem “encontrar estratégias que permitam reduzir o impacto emocional do isolamento, com a partilha e a reflexão sobre a atualidade e sobre as suas experiências, entre outras temáticas de interesse mútuo”.
“Promover a qualidade de vida através do combate à sensação de isolamento, mantendo a mobilidade e atenuando a ansiedade gerada pelo contexto de pandemia, é o que pretende este projecto”, lê-se na mesma nota.

Para ficarem a conhecer os estudantes com quem vão interagir, “os idosos receberão pastas com fotos e outras informações relevantes”. Está, também, prevista a divulgação de “um inquérito para diagnóstico das rotinas, no sentido de se avaliar o gasto energético diário”. Posteriormente, “ser-lhes-á entregue documentação sobre as actividades propostas”.

Comentários

- Pub -