20 Janeiro 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Sociedade Agulhas paradas. O drama dos tatuadores

Agulhas paradas. O drama dos tatuadores

Estúdios de tatuagens reabrem a medo, com profissionais à espera de indicações do Governo

 

- PUB -

Hélder Oliveira é o tatuador mais antigo de Setúbal, com 31 anos de profissão está a aguardar autorização para começar a trabalhar. Diz que a pandemia veio durante a época alta e que vários profissionais estão em situação complicada.

“Estou parado há dois meses e meio, porque fechei mais cedo que o suposto, assim que percebi o descontrolo da doença”, referiu a O SETUBALENSE.

“Isto aconteceu em época alta e agora não há nada para trabalhar, nada para ganhar. Em décadas de profissão nunca vi nada assim”, recorda.

- PUB -

O sadino, que tem uma loja onde apenas ele trabalha, admite que “aqueles que têm mais gente estão numa situação horrível, negativa a 100%”.

O SETUBALENSE sabe que várias lojas da área estão a pensar abrir hoje, ou ainda esta semana, mas Hélder Oliveira não sabe quando volta a trabalhar e aguarda directivas.
“Não há propriamente uma data, espero que seja breve. Estamos todos com a corda ao pescoço”, frisou.

- PUB -

Mais populares

Secundária Sebastião da Gama suspende aulas presenciais para alunos mais velhos até dia 26

Sete funcionários da escola em isolamento profiláctico obriga a alunos dos 11.º, 12.º e ensino nocturno a terem aulas em casa   Os alunos dos 11.º...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...

Alteração à sinalização na Volta da Pedra cria transtornos na circulação automóvel

Presidente da autarquia de Palmela e director da Infraestruturas de Portugal reuniram no local e apresentaram soluções A alteração à sinalização horizontal recentemente efectuada na...
- PUB -