PS defende arrábida livre de cancelas e apresenta propostas

37
visualizações
Fotografia de Alex Gaspar

Sentido único na EN 379-1, mais autocarros e fiscalização são as propostas centrais dos socialistas

 

- Pub -

A concelhia de Setúbal do Partido Socialista apresentou um conjunto de soluções sob o lema “Uma Arrábida Livre de Cancelas”, com o objectivo de repor a “circulação de sentido único no percurso entre a Figueirinha e o Creiro”, da EN 379-1, “eliminando as cancelas e restrições de mobilidade existentes”, que vigoram desde a época balnear de 2018, quando foi colocado em prática o plano “Arrábida Sem Carros”.

Os socialistas defendem esta proposta com o facto de este ano haver “lotação limitada das praias”, sendo “fundamental”, no caso de o limite da praia ser atingido, “criar as condições para que os utilizadores possam seguir viagem para outros destinos, no mesmo sentido, contribuindo para o escoamento do tráfego”.

E consideram o aumento da fiscalização e monitorização permanentes pontos cruciais, “para a implementação de uma Arrábida livre de cancelas, por forma a impedir o estacionamento abusivo, nas faixas de rodagem e bermas sem condições para o efeito”.
Outras soluções propostas passam pela colocação de barreiras físicas para impedir o estacionamento abusivo e ilegal no troço Figueirinha-Creiro e no acesso ao Portinho. Assim como a “criação de Bolsas de Estacionamento onde sejam garantidas as condições de segurança, para os peões e passagem de viaturas” e a “aplicação de semáforos com sensor, de modo a facilitar a passagem dos veículos prioritários, autorizados a circular no sentido inverso”.

“Uma Arrábida Livre de Cancelas” defende ainda a importância de ser implementada “sinalética informativa quanto à lotação da praia nas zonas dos parques de retaguarda da Secil”.

Mais autocarros em Verão de pandemia

O reforço da frequência do minibus gratuito entre as praias Figueirinha e Creiro é outras das propostas do PS, justificada com a nova lotação máxima para os transportes públicos.

Segundo o plano dos socialistas também deveriam ser reforçadas as carreiras da cidade para a praia, “aumentando e diversificado os pontos de partida para além do Alegro, de modo a diminuir quer o tempo de espera, quer o tempo total de chegada à praia”, visto que actualmente o percurso “leva uma hora”.

Em cima da mesa ficam ainda propostas para a criação de um pronto socorro marítima, “que serviria não só as praias da Arrábida, mas também as praias da península de Troia” e a proposta de investimento num “passadiço pedonal” para ligar a Figueirinha ao Creiro e ao Portinho”. E a criação de uma rede municipal de bicicletas partilhadas, eléctricas e convencionais, “com postos de levantamento nas praias de Albarquel, da Figueirinha, do Creiro e do Portinho”.

A recuperação do Parque de Estacionamento de Albarquel, também não fica esquecida. Segundo os socialistas este espaço foi “destruído pelo novo proprietário do Palacete da Comenda”.

Comentários

- Pub -