Aicep Portugal Global lança ferramenta de apoio às empresas portuguesas

7
visualizações
Eurico Brilhante Dias, secretário de Estado da Internacionalização

Lançamento agendado para hoje com “transmissão live na plataforma Portugal Exporta”

 

- Pub -

A aicep Portugal Global, empresa que gere os parques empresariais BlueBiz, em Setúbal, e a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), vai lançar hoje uma nova ferramenta que tem como principal objectivo “apoiar as empresas portuguesas a exportar online, com recurso a Inteligência Artificial”, intitulada de “Acelerador das Exportações Online”. A apresentação do projecto vai acontecer através da internet com “transmissão live na plataforma Portugal Exporta”.

O lançamento da ferramenta vai contar com uma secção de boas vindas por parte “do presidente da aicep, Luís Castro Henriques” e com a presença “do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva”, a garantir a abertura do evento. O administrador da empresa, João Dias, vai também estar presente, de forma a dar a conhecer a “transformação digital da aicep: acelerar o E-Commerce”, com o objectivo de explicar “todas as funcionalidades” do projecto. A encerrar o mesmo vai estar “o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias”, pelas 10h30.

A nova ferramenta, anunciada por Eurico Brilhante Dias, secretário de Estado da Internacionalização, na recente visita que realizou ao BlueBizz, parque da aicep Global Parques onde funciona um importante cluster aeronáutico, pretende facilitar o acesso por parte das empresas “a recomendações de mercados digitais customizadas para o seu perfil”, revela a aicep Portugal Global em nota de imprensa. A plataforma vai, ainda, permitir “criar um plano de internacionalização digital acompanhado pela aicep. Além disso, trata-se de uma oferta integrada de produtos e serviços de informação, formação e consultoria em comércio electrónico internacional e na recomendação de mercados digitais às empresas portuguesas”.

“O nosso objetivo é continuar a trazer mais empresas para a internacionalização e diversificar as exportações portuguesas, desta vez com foco nos mercados digitais. Mais do que uma alternativa ao comércio tradicional, a exportação online deve ser encarada como um complemento e como uma evolução necessária. Hoje os marketplaces são quase como novas geografias com especificidades e desafios próprios e oportunidades a explorar”, revela o presidente da empresa, Luís Castro Henriques, através de comunicado.

Comentários

- Pub -