Crowdfunding. Campanha do jornal termina hoje às 18 horas e ainda falta 5.500 euros

144
visualizações

Ajude O SETUBALENSE a manter a publicação diária contribuindo para o sucesso da iniciativa

 

- Pub -

A campanha de crowdfunding, recolha de fundos, que O SETUBALENSE, tem em curso, termina às 18 horas desta terça-feira, dia 2 de Junho, e ainda faltam 5.494,82 euros para atingir o objectivo, que são 30 mil euros.

Ontem não recebemos qualquer contributo pelo que estas últimas horas são decisivas para o sucesso da iniciativa. Para participar vá ao site do jornal, ligue 265 094 353 ou entre directamente na plataforma PPL Crowdfunding Portugal, em ppl.pt/causa/osetubalense.


Desde que foi lançada, no início de Abril, a campanha angariou um total de 24.505,18 euros, sendo que 10.545 euros foram doados na plataforma PPL e 13.960,18 chegaram directamente ao jornal, sobretudo através de empresas, na forma de aquisição de publicidade.

O seu contributo é muito importante também porque alguns dos valores doados em crowdfunding serão devolvidos aos doadores se o objectivo não atingido.
Até agora, a campanha contou com a participação de mais de uma centena de apoiantes, entre particulares, empresas e outras instituições.

Por parte das empresas registamos os contributos de uma multinacional de Setúbal, que prefere não ser identificada, da Coca-Cola European Partners Portugal (CCEP), que tem fábrica em Azeitão, EDP Distribuição, Ambilital e Amagra, do Litoral Alentejano, da Secil, da EAD, de um operador portuário que prefere não ser identificado, da Rari – Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, S.A, da Oculista Ideal da Moita, da Papelaria Mil Folhas, da Mercearia Confiança de Troino e da Papelaria Mota, estas três últimas, de Setúbal.

Entre as associações e outras entidades, contámos com o apoio do Clube da Arrábida, da Comissão Vitivinícola da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRPS), da União de Freguesias de Setúbal, do Centro de Ex-Alunos do orfanato Municipal de Setúbal, e de alguns membros da Uniseti – Universidade Sénior de Setúbal.
Entre os particulares, tivemos quase uma centena de leitores, alguns colaboradores do jornal, e muito anónimos.

Em termos de valores individuais, os maiores contributos foram os do casal alemão Marion Buehler Brockhaus e Hans-Peter Buehler, fundadores da Fundação Buehler-Brockaus, que doaram dois mil euros, logo na fase inicial da campanha, e de um empresário sadino, que prefere manter o anonimato, que doou mil euros.
O SETUBALENSE agradece sentidamente estes apoios que são também um incentivo ao aprofundamento da missão do jornal.

Nesta recta final, apelamos aos leitores e à comunidade para que ajudem ao sucesso da campanha. Há várias recompensas para os apoiantes, que pode ver na plataforma PPL.
A iniciativa visa ajudar a custear a publicação diária do jornal durante os meses de Abril e Maio em que a receita de publicidade caiu fortemente. O objectivo são 30 mil euros, 15 mil em cada um destes dois meses, o que corresponde a cerca de 30% das despesas deste período.

Na edição de amanhã, O SETUBALENSE publicará a lista completa de todos os apoios.

Comentários

- Pub -