Mulher detida na Moita por circular com 150 quilos de tabaco sem documentação

61
visualizações

A GNR deteve uma mulher por introdução fraudulenta no consumo, na quarta-feira, na Moita, tendo apreendido também 150 quilos de tabaco que não tinham documentos comerciais, no valor de 26 mil euros, foi hoje anunciado.

- Pub -

Numa fiscalização de controlo de circulação de mercadorias na Moita, no distrito de Setúbal, os militares detetaram um veículo que transportava tabaco “sem se fazer acompanhar de qualquer documentação comercial e aduaneira comprovativa do pagamento do Imposto Especial Sobre o Consumo do Tabaco e do Imposto sobre o Valor Acrescentado”, informou a GNR, em comunicado.

Esta situação culminou não só na apreensão dos 150 quilos de folha de tabaco, mas também “na detenção de uma mulher de 41 anos, pelo crime de introdução fraudulenta no consumo”, mencionou.

Segundo a GNR, se a mercadoria tivesse sido introduzida no consumo através dos circuitos comerciais marginais, “teria causado um prejuízo ao Estado, em sede de Inspeção Tributária, num valor superior a 26 mil euros”. A mulher foi constituída arguida.

Lusa

Comentários

- Pub -