Festival Sementes encurta programa mas continua internacional

18
visualizações

O Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público, organizado pelo Teatro Extremo, com direcção artística do actor Rui Cerveira, está a celebrar 25 anos com uma programação dedicada ao público familiar.

- Pub -

Entre os dias 24 de Julho e 2 de Agosto, o Sementes acontece em Almada, no Teatro-Estúdio António Assunção e ao ar livre no Museu da Cidade, em Almada, e por outras praças e espaços públicos da Freguesia do Laranjeiro e Feijó, e ainda dos municípios da Moita e Montemor-o-Novo.

Este ano, devido à situação pandémica, a organização refere que se decidiu por uma programação mais reduzida em quantidade, mas “não em qualidade”. Assim, a 25.ª edição “mantém o seu carácter internacional”, trazendo duas companhias estrangeiras de Espanha e de Itália e oito nacionais provindas de Almada, Lisboa, Sintra, Leiria, Loulé e Matosinhos, com espetáculos de dança, circo, multidisciplinares, teatro, marionetas, música e palhaços.

Para assinalar esta edição de bodas de prata, num tempo de incertezas, o Teatro Extremo promove, ainda, um espaço de debate sobre o tema “As artes, as crianças e a democracia: 25 anos do Festival Sementes” com António Ângelo Vasconcelos, licenciado em Ciências Musicais pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Aveiro e doutorado em Educação pela Universidade de Lisboa.

O programa completo da 25ª edição de “Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público” estará em breve disponível no site do Teatro Extremo.

Comentários

- Pub -