Polícia Marítima encerra estabelecimentos na Costa da Caparica que não cumprem normas da DGS

27
visualizações

Ajuntamentos em estabelecimentos comerciais e festas particulares marcaram fim-de-semana na Caparica

 

- Pub -

Na Costa da Caparica, o Comando-local da Polícia Marítima de Lisboa encerrou este fim-de-semana dois estabelecimentos comerciais junto à orla costeira, que não cumpriam as directivas da Direcção-Geral da Saúde (DGS), sobre o controle epidemiológico da Covid-19.

Segundo a Polícia Marítima, “no interior e exterior dos estabelecimentos decorriam festas cujos contornos indiciavam incumprimento às medidas legais de controlo de propagação do novo coronavírus”, com a participação de 100 a 300 pessoas.

Após a intervenção as pessoas que se encontravam a participar nos festejos acabaram por acatar “a ordem de dispersão”, confirma a Polícia Marítima, acrescentando que “os responsáveis por ambos os estabelecimentos sido autuados e detidos por crime de desobediência”.

Após estas ocorrências a Autoridade Marítima Nacional alerta para a “importância, necessidade e obrigação de todos os cidadãos se constituírem como agentes de saúde pública, cumprindo com os princípios inerentes à declaração de estados de exceção que estabelecem medidas excepcionais e temporárias de resposta à epidemia SARS-CoV-2 e à doença Covid-19”.

Festas particulares também marcaram fim-de-semana na Caparica

Em declarações ao jornal O SETUBALENSE, um residente da Aroeira referiu que, durante a madrugada de ontem, a GNR do Posto Territorial da Charneca da Caparica, em conjunto com o destacamento da GNR da Costa da Caparica, realizaram uma operação para “terminar com uma festa privada, e ilegal, com ajuntamento e sem medidas de segurança, que se realizava na Avenida dos Novos Horizontes, número 20E”.

Durante a intervenção das forças de segurança “houve mesmo momentos de tensão, que levaram os agentes a advertir que iriam ser feitas detenções em massa, caso as ordens não fossem acatadas”, refere a mesma fonte. No local estiveram para dezenas de operacionais e várias viaturas.

Comentários

- Pub -