Recluso apresentou-se de livre vontade no Estabelecimento Prisional de Setúbal depois de horas em parte incerta

89
visualizações

Um recluso com cerca de 35 anos, que se encontra a cumprir 15 anos de pena no Estabelecimento Prisional de Setúbal, esteve em parte incerta durante algumas horas, “tendo-se apresentado depois de livre vontade”, confirmou a Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso (APAR) em declarações a O SETUBALENSE.

- Pub -

“Desconhecem-se os motivos da fuga, uma vez que o recluso em questão já cumpriu 11 anos da pena decretada por roubo e está actualmente em regime aberto. Aliás faltaria pouco tempo para ficar em liberdade condicional”, explica a APAR.

No regime aberto o recluso estava com vigilância descontinuada, “tendo-se demonstrado merecedor de confiança”. Contudo, no passado sábado, durante o período de trabalho que realizava na Quinta da Várzea, um dos equipamentos que pertencem ao Estabelecimento Prisional de Setúbal, ausentou-se sem autorização.

“Naquele local trabalham reclusos em fim de pena, condenados por crimes de menor gravidade”, esclarece a APAR, referindo que, “agora, este homem terá sanções, as quais vão custar, possivelmente, mais tempo em regime fechado”.

Comentários

- Pub -