Câmara Municipal de Setúbal organiza visitas às escolas do concelho para conhecer medidas de prevenção

26
visualizações

Primeiras sessões foram garantidas pelo vereador da educação Ricardo Oliveira no decorrer da passada semana

 

- Pub -

Com o regresso às aulas a acontecer num ano atípico, a Câmara Municipal de Setúbal decidiu organizar “visitas de trabalho a todas as escolas sede de agrupamento e de ensino secundário e profissional do concelho” com o objectivo de ficar a conhecer quais “as medidas implementadas em cada estabelecimento de ensino, no âmbito do cumprimento das directrizes de segurança e de saúde pública definidas pela Direcção-Geral da Saúde e pelo Ministério da Educação” no sentido de prevenir a propagação da Covid-19, explica o município em comunicado.

As primeiras acções da medida, “que terá continuidade ao longo do ano lectivo 2020/2021”, arrancaram no dia 21 e decorreram até sexta-feira através da visita de Ricardo Oliveira, vereador da Educação, às várias instalações, “acompanhado de técnicos municipais”. “Nas sessões realizadas a autarquia constatou os esforços que estão a ser desenvolvidos. No diálogo estabelecido com os profissionais e responsáveis dos estabelecimentos abordados, o vereador da Educação manifestou a disponibilidade da Câmara Municipal para acompanhar e apoiar a comunidade educativa”, revela a mesma nota.

Neste sentido, no decorrer do Verão, a autarquia reuniu “com as direcções dos agrupamentos de escolas e com as Associações de Pais e Encarregados de Educação que asseguram a componente de apoio à família no 1.º ciclo do ensino básico, de forma a garantir as melhores condições de higiene e segurança”. Uma outra iniciativa executada pelo município antes do arranque do novo ano lectivo foi a realização de “operações de limpeza e desinfecção em todos os estabelecimentos do 1.º ciclo e jardins de infância, nas áreas exteriores e interiores”. “No caso dos espaços interiores foi utilizado um processo de ozonização, que não liberta substâncias nocivas para a saúde”.

Por sua vez, para “facilitar a organização dos espaços escolares, a Câmara Municipal reforçou o número de auxiliares de acção educativa nos jardins de infância e nas portarias das escolas de 1.º ciclo do ensino básico”. Já o “serviço de refeições escolares está a ser acompanhado por uma equipa constituída por nutricionistas e técnicos de educação municipais”, de forma a serem realizados “os ajustamentos necessários”.

No que diz respeito aos refeitório escolares, “foram tomadas medidas como a definição de períodos alargados para que os alunos possam almoçar em horários diferentes, a diminuição da lotação, o aumento do espaçamento entre mesas e a marcação de lugares”. Nos transportes escolares “o cumprimento do intervalo e da distância de segurança, a sinalização dos lugares e a definição de uma lotação máxima de dois terços da capacidade dos veículos” foram algumas das acções colocadas em prática.

 

Comentários

- Pub -