15 Janeiro 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Sociedade TST e Next entre vencedores do concurso para transporte de passageiros na...

TST e Next entre vencedores do concurso para transporte de passageiros na AML

A Scotturb e a Rodoviária de Lisboa foram alguns dos vencedores do concurso público internacional de transporte rodoviário de passageiros da Área Metropolitana de Lisboa, lançado em fevereiro no valor de 1,2 mil milhões de euros.

- PUB -

O anúncio foi feito pela Área Metropolitana de Lisboa.

De acordo com aquela entidade, no primeiro lote do concurso, que contempla os concelhos da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra, e intermunicipais de ligação a Lisboa e Cascais, a proposta vencedora é a de um agrupamento liderado pela Scotturb, avança a AML em comunicado de imprensa.

Já o lote dois, que integra os concelhos de Mafra, Loures, Odivelas, Vila Franca de Xira e intermunicipais de ligação a Lisboa, será operado pela Rodoviária de Lisboa.

- PUB -

O lote três, foi ganho pelos Transporte Sul do Tejo (TST), servindo os concelhos de Almada, Seixal, Sesimbra e intermunicipais de ligação ao Barreiro e Lisboa.

Por fim, o quarto e último lote, que diz respeito aos concelhos de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela, Setúbal e intermunicipais de ligação ao Barreiro e Lisboa, teve como vencedora a proposta do agrupamento liderado pela Next Continental Holdings.

“Em termos globais, destaca-se, em todos os lotes, a média baixa de idade da frota, que é, em todas as propostas vencedoras, inferior a um ano, logo no início do contrato, e inferior a quatro anos, no quinto ano de atividade”, salienta a AML na nota enviada às redações.

- PUB -

“Estes valores estão muito abaixo dos máximos previstos no caderno de encargos (oito anos no início do contrato, e seis anos no quinto ano de atividade), e ainda mais abaixo da idade média da frota em circulação, que, em 2019, era superior a 13 anos”, acrescenta.

Também o valor pago por veículo/quilómetro ficou abaixo do valor base previsto em todos os lotes, sublinha a AML.

Os membros do Conselho Metropolitano de Lisboa ficaram a conhecer na quarta-feira a decisão de adjudicação, aprovada na terça-feira pela comissão executiva da AML, refere o comunicado, adiantando que “após a informação da deliberação final aos operadores, segue-se um conjunto de atos formais indispensáveis, que culminarão na emissão de visto prévio do Tribunal de Contas e na posterior entrada em vigor dos novos serviços rodoviários, prevista para o final de 2021”.

Este concurso para o serviço de transporte rodoviário de passageiros na Área Metropolitana de Lisboa, que passará a pertencer à marca única Carris Metropolitana, vai permitir “um aumento de cerca de 40% dos serviços de transporte rodoviário”, recorda a nota.

“O concurso, que tem uma abrangência temporal de sete anos, materializará uma oferta substancialmente mais completa do que a existente, maior eficiência, mais sustentabilidade ambiental, melhor qualidade do serviço, rejuvenescimento substancial da frota, mais responsabilidade social, melhor imagem, informação mais completa e maior foco nos utentes”, sublinha.

A rede rodoviária, “desenhada de raiz durante cerca de um ano pela Área Metropolitana de Lisboa e que será alvo de um contínuo aperfeiçoamento”, vai cobrir “cerca de 600 linhas rodoviárias.

Na reunião do conselho metropolitano de quarta-feira foi também apresentado o relatório que fundamenta a constituição da TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa, assim como os estatutos da empresa.

A TML será a entidade responsável pela gestão do serviço público de transportes rodoviários da área metropolitana.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Vandalismo esta madrugada na Aranguês e Tebaida destrói carros e loja

Três viaturas ficaram completamente destruídas pelas chamas que danificaram também a Agência Armindo

Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho de Crise ou Catástrofe

Administração assume em circular normativa que estrutura para atender infectados dá sinais de completa saturação   A administração do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, activou...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...
- PUB -