30 Novembro 2020, Segunda-feira
- PUB -
Início Sociedade TST diz que concurso para Área Metropolitana de Lisboa não valorizou opções...

TST diz que concurso para Área Metropolitana de Lisboa não valorizou opções “verdes”

Empresa vai servir os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra. Promete “serviço de excelência”

 

- PUB -

O concurso internacional de transporte rodoviário de passageiros para a Área Metropolitana de Lisboa (AML) definiu que os Transportes Sul do Tejo (TST) ficam responsáveis pelo chamado lote três, servindo assim os concelhos de Almada, Seixal, Sesimbra. No entanto, a empresa tece algumas críticas relativamente ao processo.

Reagindo em comunicado, os TST referem ter trabalhado nos últimos meses para “desenhar uma operação baseada numa transformação de paradigma”, da qual uma das “bases estruturais para o futuro” seria “uma mobilidade energeticamente sustentável”.

“Neste sentido, a configuração do concurso, não valorizando opções ‘verdes’ e energeticamente sustentáveis, que entendemos ser um tema cuja revisão será obrigatória no próximo concurso, determinou a assunção de um risco inerente à evolução dos custos de combustíveis fósseis e dos veículos a ele associados”, explica a empresa.

- PUB -

Os TST refere ainda que se dispõe a prestar um “serviço de excelência” à população da área geográfica onde “desenvolverá no futuro a sua actividade”. Sobre isto, é ainda referido que a actividade tem associada “um acréscimo de serviço bastante significativo, exigindo, contudo, alterações profundas nos sistemas de informação, frota, infraestruturas e na sua organização”.

- PUB -

Mais populares

St. Peter’s: Investimento de 4,6 milhões abre a porta a mais de 200 alunos

Novo edifício projectado para Setembro de 2021 permitirá também ao colégio ter alunos em regime de internato Nas actuais instalações, na Volta da Pedra, Palmela,...

Investigador do Politécnico de Setúbal entre os mais citados em todo o mundo

O professor Vítor Pires é um dos 37 portugueses que integram a lista especial da Universidade de Stanford   Vítor Fernão Pires, docente da Escola Superior...

Denúncia de alegada fraude fiscal de Paulo Rodrigues seguiu para as Finanças

Em causa as comissões recebidas pelo agora presidente do Vitória quando era empresário.   O SETUBALENSE teve acesso à documentação remetida esta semana por um sócio...
- PUB -