27 Fevereiro 2021, Sábado
- PUB -
Início Sociedade Mercado externo é uma das principais prioridades da Odisseia Margem

Mercado externo é uma das principais prioridades da Odisseia Margem

Especialista em produtos farmacêuticos, armazenamento e distribuição ganha espaço em Portugal e no estrangeiro

A Odisseia Margem (OM) segurou a sua posição no ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal. Na reacção, Eduardo Viegas, diz que “a sensação que temos em saber que mantemos a nossa posição neste ranking é, sem dúvida, de orgulho. É muito satisfatório em saber que não é em vão todos os sacrifícios e trabalho árduo que temos de enfrentar no dia-a-dia, principalmente nos dias que correm”.

- PUB -

O administrador da Odisseia Margem revela ambição ao considerar que ainda há espaço para subir neste importante ranking. “É sempre possível uma melhoria significativa, aliás esse é o nosso objectivo. Apesar dos difíceis tempos que estamos a passar, que afectam bastante o nosso sector estamos a trabalhar arduamente para manter o nosso sucesso e se possível, alcançar mais do que conseguimos até agora”.

Para o futuro as linhas essenciais estão bem definidas. “Para o futuro, ambicionamos um crescimento significativo quer no mercado nacional, mas principalmente no mercado internacional. Queremos ser reconhecidos pelo trabalho que fazemos no sector da saúde.

A Odisseia Margem tem como foco principal a satisfação dos seus clientes e nas suas reais necessidades.

- PUB -

Para a OM a área da Saúde é, cada vez mais, sinónimo de qualidade e diferenciação, pelo que a inovação que se propõe no seu projecto, permitirá, acreditam os seus responsáveis, acompanhar essa expectável evolução.

A empresa é constituída por elementos jovens e motivados, com dinâmica e conhecimento de mercado resultante do facto da mesma ser alicerçada por bases familiares.

A Odisseia Margem de acordo com a sua visão, missão e orientação estratégica, e na perspectiva do seu desenvolvimento sustentável, implementou um Sistema de Gestão da Qualidade de acordo com a norma NP EN ISO 9001:2015.

- PUB -

Neste âmbito, a Odisseia Margem compromete-se no cumprimento dos requisitos aplicáveis e na melhoria contínua do seu Sistema de Gestão da Qualidade e para isto definiu como orientação de actuação os seguintes princípios; gerir a OM de forma responsável e efectiva, focada nos reais interesses e necessidades, gerando um aumento de valor para as várias partes interessadas; desenvolver o potencial dos colaboradores, proporcionando a sua participação e motivação para o desempenho das funções.

A sua criatividade e capacidade de aprendizagem asseguram o processo de melhoria contínua, pela partilha efectiva de conhecimentos baseados nas melhores práticas, num verdadeiro espírito de equipa; trabalhar os produtos e serviços tendo em conta as reais necessidades dos clientes; a satisfação do cliente com os nossos produtos e serviços é a medida do sucesso da empresa; realizar as actividades da empresa com base em processos que criem valor acrescentado de acordo com os requisitos aplicáveis.

A missão da Odisseia Margem concretiza-se nas áreas de intervenção que abrange, e na gama de produtos que disponibiliza. A aposta em ser um player de referência no sector da distribuição de medicamentos a nível nacional e internacional é clara. Para isso, a empresa investe na qualidade do atendimento e relação com os clientes, na qualidade dos produtos, na qualificação dos seus colaboradores e numa gestão de excelência.

- PUB -

Mais populares

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...
- PUB -