28 Fevereiro 2021, Domingo
- PUB -
Início Sociedade Teatro Fontenova: Reflexão sobre a ameaça terrorista global com três cães em...

Teatro Fontenova: Reflexão sobre a ameaça terrorista global com três cães em luta para entrarem num grupo de elite

“A Paz Perpétua” vai estar em cena em Janeiro, numa adaptação da peça do dramaturgo espanhol Mayorga

O Teatro Estúdio Fontenova vai levar a cena “A Paz Perpétua”, numa adaptação da peça do dramaturgo espanhol Mayorga publicada em 2007. O texto que traça e questiona sobre os limites das medidas de segurança ao início do terrorismo, vai estar em palco a 13 de Janeiro, em Setúbal, com representações também nos dias 14, 15 e 16, às 21h00 e dia 17 de Janeiro, às 16h00, em A Gráfica – Centro de Criação Artística.

- PUB -

“A Paz Perpétua” baseia-se na obra com o mesmo nome, da autoria do dramaturgo Juan Mayorga, considerado um dos autores mais importantes do teatro contemporâneo espanhol, e propõe uma reflexão a partir de uma metáfora à ameaça terrorista global através de uma piada, em que três cães lutam para pertencer a um grupo de elite antiterrorista.

Esta fábula, produzida pelo Teatro Estúdio Fontenova, com encenação de José Maria Dias, “além de abordar temas ligados ao terrorismo, à violência e aos direitos humanos, questiona como o poder é exercido, referindo-se aos mecanismos de manipulação dos Estados para manter a ordem da vida colectiva”, explica a companhia de Setúbal em comunicado.

Os bilhetes, à venda no Fórum Luísa Todi ou por pedido formalizado pelo telefone 265 522 127 ou ainda no endereço bilheteira.fmlt@mun-setubal.pt, têm o custo de oito euros para o público em geral e de cinco para pessoas em situação de desemprego, estudantes, menores de 25 anos de idade e maiores de 65 e profissionais do espectáculo.

- PUB -

“A Paz Perpétua”, com tradução de Luísa Monteiro, cenografia de José Castanheira, figurinos de Lucília Telmo e sonoplastia de Emídio Buchinho, conta no elenco com as participações de Eduardo Dias, Carlos Pereira, Graça Ochoa, Patrícia Paixão e Sara Túbio Costa.

A imagem e design de Flávia Rodrigues Piątkiewicz, a fotografia, vídeo e técnica de Leonardo Silva e a produção executiva e comunicação de Graziela Dias e Patrícia Paixão. Ricardo Gaete é responsável pelo apoio à fisicalidade e Carlos Pereira e Eduardo Dias têm a cargo a coreografia e cenas de luta.

- PUB -

Mais populares

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...
- PUB -