Saúde de Lisboa e Vale do Tejo cria cinco áreas de ataque à pandemia na península

118
visualizações
Fotografia de Alex Gaspar.

Unidades especiais vão ter um médico, enfermeiro, assistente operacional, administrativo e equipa de limpeza

 

- Pub -

 

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT) procedeu à reorganizou dos recursos humanos e materiais nos cuidados de saúde primários e criou 35 Áreas Dedicadas (ADC) à Covid-19 em toda a região. Esta medida, aplicada desde ontem, acontece numa altura em que está em curso a Fase de Mitigação da pandemia emitida pela Direcção-Geral de Saúde.

Foram assim constituídos 15 Agrupamentos de Centros de Saúde com ADC para avaliação e tratamento de doentes Covid-19, que correspondem a áreas reservadas compostas por duas salas de observação, com áreas de rececção, de espera e instalações sanitárias separadas dos doentes sem suspeita do vírus. Estas unidades vão ter um médico, enfermeiro, assistente operacional, administrativo e equipa de limpeza.

Com esta medida, os concelhos do distrito integrados na ARS-LVT passam a dispor de áreas de ataque nos agrupamentos ACES de Amada-Seixal, ACES Arco Ribeirinho e ACES Arrábida. Estes postos vão estar a funcionar nos dias úteis, sábados e domingos entre as 8h00 e as 20h00.

No caso do ACES Almada-Seixal, os utentes com sintomas do novo coronavírus devem dirigir-se à unidade do Pragal (Almada), localizada Rua Abel Salazar, telefone 212 725 530. No caso do Seixal, vai estar a funcionar neste período a USF Torre da Marinha, na Rua Distrito Lobato – Quinta de Cima, telefone 212 274 330.

Quanto ao ACES Arco Ribeirinho, que assiste aos concelhos de Alcochete, Barreiro, Moita e Montijo, a unidade preparada para responder a estes casos é a de Alcochete, na Rua Capitão Salgueiro Maia, telefone 212 349 330. No Barreiro é a unidade na Rua Real Fábrica do Vidro, em Coina, telefone 212 101 376.

Por sua vez no ACES Arrábida, que envolve o Centro de Saúde Palmela, Centro de Saúde Bonfim, Centro de Saúde São Sebastião e Centro de Saúde Sesimbra, os utentes com suspeita vão ter de se dirigir ao Centro Hospitalar de Setúbal, na Rua Camilo Castelo Branco, em Setúbal, telefone 265 420 290.

Segundo indicação da ARS-LVT, deverão aceder às ADC, preferencialmente, os utentes com sintomas respiratórios e que previamente tenham contactado a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Comentários

- Pub -