Setúbal: novo centro de testes à Covid-19 testou mais de 100 pessoas em três dias

119
visualizações

Centro de testes instalado na Escola Básica dos Arcos serve os habitantes de Setúbal, Palmela e Sesimbra e tem capacidade para realizar 80 testes por dia

 

- Pub -

Foram testadas mais de 100 pessoas desde que o novo centro de testes a infecções por Covid-19 abriu na Escola Básica dos Arcos, em Setúbal, na passada quarta-feira, 15. O espaço tem capacidade para realizar 80 testes por dia e testou 42 pessoas na quarta-feira, 32 na quinta-feira e mais de 30 até à tarde de sexta-feira. Os números estão dentro das previsões dos responsáveis do Agrupamento dos Centros de Saúde da Arrábida – ACES Arrábida, que opera a estrutura em parceria com o Laboratório Germano de Sousa e as câmaras de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

“Neste momento temos agenda para 80 pessoas por dia, com perspectivas de poder receber mais pessoas para garantir que ninguém vai para trás”, explicou a O SETUBALENSE José Germano de Sousa, médico patologista e administrador do Laboratório José Germano de Sousa, que foi contratado por parte da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. O centro funciona apenas para pessoas encaminhadas por médicos de família ou pela linha Saúde 24 e pretende aliviar a pressão sobre o Centro Hospitalar de Setúbal.

Os utentes devem fazer a marcação do teste com prescrição médica obrigatória, através dos números de telefone 96 650 10 91 ou 96 651 21 91, e só depois são encaminhados para o centro instalado na Escola Básica dos Arcos, aberto de segunda-feira a sábado, das 09h às 13h e das 14h às 18h. As pessoas são aconselhadas a usar máscara e, uma vez que lá chegam, aguardam do lado de fora do portão, sendo chamadas pelo nome por um segurança. “A pessoa dirige-se ao atendimento administrativo e após realizar a inscrição é de imediato encaminhada para o técnico, sem ter de esperar”, explicou a enfermeira do ACES Arrábida responsável pelo centro.

(Fotografia: CMS)

O percurso permite que não haja cruzamento de pessoas no exterior nem no interior, sendo que o edifício está capacitado para ter dois utentes a ser inscritos e outros dois em atendimento. Os 19 funcionários que ali trabalham receberam uma acção de formação relacionada com procedimentos administrativos e colocação e manuseamento dos equipamentos de protecção individual e têm uma entrada separada na escola.

Este centro de testes a infecções por Covid-19 resulta de uma parceria entre os municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra, em que a autarquia sadina disponibiliza as instalações, água, electricidade, telefone, rede de Internet e funcionários para atendimento e registo das divisões da Saúde e Educação. Os restantes municípios cederam funcionários administrativos, cabendo ao ACES Arrábida manter a segurança, limpeza e desinfecção das instalações. O Laboratório Germano de Sousa realiza as colheitas e os testes.

No concelho de Setúbal, os testes à infecção são agora feitos no Centro Hospitalar de Setúbal e na Escola Básica dos Arcos. Na medicina privada, existem alternativas no Laboratório Joaquim Chaves e no Hospital da Luz, este último apenas destinado a doentes com sintomas suspeitos e que necessitam de internamento.

(Fotografia: CMS)

Os autarcas Francisco Jesus, de Sesimbra, Álvaro Amaro, de Palmela, e Maria das Dores Meira, de Setúbal, visitaram o centro de testes na tarde de sexta-feira, 17, e a edil setubalense não poupou elogios à parceria alcançada. “O ACES Arrábida e o Laboratório Germano de Sousa têm sido parceiros extremamente competentes. Esta parceria resultou muito bem neste momento muito complicado”. O objectivo é “evitar que o hospital seja sobrecarregado quer em relação aos testes quer em relação aos tratamentos” de outros doentes que não tenham Covid-19, explicou.

“Se não fossem os autarcas, esta pandemia seria muito pior. O poder local – freguesias, voluntários, Protecção Civil, saúde, bombeiros – é uma peça fundamental para ajudar os necessitados e quem precisa de apoio de proximidade para ir buscar alimentos ao supermercado e medicamentos à farmácia”, enalteceu a presidente. “Estou feliz com os resultados que estamos a ter, quer dizer que o povo português tem noção da responsabilidade”.

Na visita estiveram também presentes Carlos Rabaçal, vereador do Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros, Ricardo Oliveira, vereador da Educação e Saúde da Câmara Municipal de Setúbal e José Luís Bucho, coordenador da Protecção Civil de Setúbal, além dos responsáveis do Agrupamento dos Centros de Saúde da Arrábida – ACES Arrábida e representantes do Laboratório Germano de Sousa.

Nos planos da autarquia está a reabertura, já no mês de Maio, do atendimento presencial nas diversas divisões e serviços municipais, mantendo todas as cautelas necessárias. “Vamos desfasar horários, pôr viseiras nos balcões de atendimento e começar a preparar para no principio de maio termos a porta aberta nos serviços municipais”, adiantou Maria das Dores Meira a O SETUBALENSE.

Comentários

- Pub -