25 de Abril. Canta camarada à janela

51
visualizações

Pandemia ditadora impede comemorações na rua. Este fica para a história como o ano da liberdade digital. Das janelas vai entoar-se “Grândola, Vila Morena”

 

- Pub -

Pela primeira vez em 46 anos, Abril comemora-se no distrito, e no País, em confinamento. A celebração do histórico dia 25 é este ano libertada pelas novas tecnologias, com os municípios a apostarem em acções de evocação da data de 1974 através das plataformas digitais que administram.

Impedido de sair às ruas, face a uma pandemia ditadora, o espírito de Abril vai, porém, soltar amarras às janelas (digitais ou não) e bradar, desprendido, aos ventos a riqueza das conquistas alcançadas.

Setúbal
As habituais sessões solenes das assembleias municipais são imagem de marca do Poder Local Democrático. Em Setúbal, a iniciativa da Assembleia Municipal será difundida à população em vídeo.

“O filme começa com a Marcha do MFA, com um texto em voz off, a que se seguem intervenções do presidente da Assembleia Municipal, de representantes das forças partidárias e da presidente da Câmara Municipal de Setúbal”, anunciou a autarquia, adiantando que esta emissão “termina com o ‘Grândola, Vila Morena’, cantado com vozes feminina e masculina, e o Hino Nacional”.

De entre um leque de actividades evocativas que foram preparadas destaca-se o desafio lançado pela edilidade aos munícipes para que amanhã, 25, “a partir de casa, exatamente às 15h00, cantem à janela o tema icónico de Zeca Afonso ‘Grândola, Vila Morena’”.

Na rede social e na página da Casa da Cultura é exibido “o ciclo ‘Curtas 25 de Abril | Eurico Coelho – Venham mais 10 ou 11”, o qual reserva, no Dia da Liberdade, a curta-metragem ‘Gastão Era Perfeito’”. Ainda amanhã, nos mesmos canais, a autarquia lembra que o Teatro Estúdio Fontenova evoca Ary dos Santos. E às 21h30, nas redes sociais da Câmara Municipal, pode assistir-se a um concerto com artistas setubalenses a interpretarem um reportório ligado à revolução.

Montijo
A partir de hoje e até domingo, 26, o município do Montijo promove, no Facebook (nas páginas do município e do CTJA) um conjunto de iniciativas. Já hoje, pelas 21h30, é apresentado (no Facebook do CTJA) a 2.ª parte do espectáculo “As canções da minha vida”, com Fernando Tordo.

Amanhã (no Facebook do município), às 15h00, é divulgada a sessão comemorativa da data com intervenções do presidente da Câmara Municipal, Nuno Canta, da presidente da Assembleia Municipal, Catarina Marcelino, e dos representantes dos partidos políticos com assento neste último órgão. Pelas 21h30, também na mesma plataforma digital, é apresentado um concerto. “A convite da Câmara Municipal, a Escola de Artes Sinfonias e Eventos desafiou os professores a comporem e gravarem, a partir das suas casas, temas alusivos à Revolução dos Cravos”, revela a autarquia, realçando que a música vai juntar-se a poesia e a um apontamento original de banda desenhada.

A 26, pelas 21h30 (no Facebook do CTJA) é disponibilizado o espectáculo “Liberdade, Minha”, da autoria de Fábio Simões, com produção da United Visionary Arts. Tal como o espectáculo de Fernando Tordo, também este esteve em cena no CTJA nas celebrações do ano passado.

Sesimbra
Na noite de hoje para amanhã, a Câmara de Sesimbra disponibiliza online as actuações de um conjunto de músicos do concelho que vão cantar “versões de temas marcantes da revolução”, registadas em vídeo a partir das residências de cada um dos intérpretes.
Amanhã haverá, também online, duas Horas do Conto, para os mais novos, e uma aula de Ioga”, indica a edilidade, salientando que durante o dia vão ser apresentados “nas redes sociais e sites da autarquia mais temas da revolução interpretados pelos artistas de Sesimbra”. O município associa-se também à iniciativa “Cantar Grândola à Janela”, a partir das 15h00. “Davide Zaccaria, Maria Anadon, Nuno Reis, Luís Taklin, Zé Lã e Riclas, Diogo Sargedas, Diogo Dias, Lili, Apolónio Alves, Ricardo Chora, Se7 e Mário Oliveira” são os artistas que integram a programação comemorativa de Abril.

A partir de casa, os presidentes de junta de freguesia, Assembleia e Câmara Municipal vão deixar mensagens alusivas à data.

Palmela
Através do site, do canal Youtube da autarquia e da página de Facebook Catavento, a Câmara de Palmela começa hoje a celebrar o 25 de Abril com a transmissão em directo (22h30) de um concerto de tributo a Zeca Afonso a ter lugar, sem público, no Cineteatro S. João. O espectáculo conta com arranjos e direcção musical de Davide Zaccaria e as vozes de Armindo Neves, Filipa Pais, Ivo Barata, João Afonso, João e Maria Anadon.
Amanhã de manhã, também em directo, a população pode assistir à transmissão da Sessão Solene da Assembleia Municipal.

Ao longo do dia, músicos do concelho interpretam, a partir de suas casas, o emblemático tema “Grândola, Vila Morena” de Zeca Afonso. As interpretações vão ser ouvidas “nas ruas do concelho, por onde vão circular carros de som, convidando a população a ir à janela e a cantar” quer o referido tema quer o Hino Nacional.

O programa de Palmela inclui ainda exposições para visitar virtualmente. O município vai também exibir em vídeo as janelas enfeitadas com cravos feitos pelos munícipes, num desafio lançado à comunidade.

Moita
Também a Câmara da Moita desafia a população a cantar amanhã à janela, a partir das 15h00, a “Grândola, Vila Morena”, bem como o Hino Nacional.

A autarquia arrancou mais cedo com outras celebrações da data, que têm podido e podem continuar a ser acompanhadas em casa pelos munícipes. Na página da Câmara no Facebook têm estado a ser publicados diariamente “depoimentos do movimento associativo, de Instituições Particulares de Solidariedade Social, das autarquias e de outras entidades que habitualmente marcam presença no ‘Desfile da Liberdade’ do concelho”, lembra a edilidade.

Amanhã pode assistir-se na página das Bibliotecas Municipais no Facebook, pelas 16h00, à iniciativa “Histórias que nos ligam” – “O Tesouro”, de Manuel António Pina. Durante este dia vão ser partilhados vídeos alusivos à Revolução dos Cravos.
Já hoje, ainda na página das bibliotecas no Facebook, há pelas 11h00 “Conversas de Abril”.

Seixal
Um ciclo de cinema transmitido na página de Facebook do município do Seixal é uma das iniciativas que marcam as comemorações neste concelho. As exibições, às 21h30, decorrem até dia 28.

Até 3 de Maio, a autarquia continua também a publicar na mesma plataforma testemunhos sobre a revolução com várias personalidades locais.

Desde ontem, está a decorrer a iniciativa “À Janela com Abril”, com apontamentos culturais em diversos locais do concelho e participação de nomes como Maria João Luís, Toy, Vítor Paulo, Malabá, Ricardo Toscano, Dany Silva e Ricardo Mestre, entre outros.
Para hoje à noite está agendado um espectáculo comemorativo online: exibição de um vídeo sobre os 46 anos de Abril no concelho (21h15), actuação de Vítor Paulo (21h30), saudação ao 25 de Abril pelo presidente da Câmara, Joaquim Santos (22h00), concerto de Diogo Piçarra (22h15) e nova exibição de vídeo sobre a revolução (22h45).

Amanhã, a edilidade cumpre, pelas 9h30, o hastear das bandeiras nos Serviços Centrais da Câmara Municipal. Às 10h00, vão ser colocados cravos no Monumento de Homenagem ao 25 de Abril, no Seixal, e a partir das 15h00 também neste concelho é lançado o repto à população para que adira à iniciativa de se cantar a “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional à janela. As celebrações, no Dia da Liberdade, fecham com a transmissão do concerto do Festival do Maio no Facebook.

Almada
Em Almada, a Câmara desafiou a população a enviar até 30 de Abril uma versão de uma música de intervenção, para [email protected], prometendo dar voz às participações.

Hoje e amanhã, entre as 21h00 e as 23h00, a autarquia apresenta o “Festival à Janela”, com música interpretada por artistas portugueses, através de “excertos de concertos projectados nos edifícios das principais artérias das cidades”. A autarquia, em parceria com a Companhia de Teatro de Almada, disponibiliza também sessões de poesia.
As mensagens de Abril, da Câmara e Assembleia Municipal, Junta e Uniões de Freguesias, estão reservadas para amanhã nos canais digitais do município, que, neste dia, também se associa pelas 15h00 à iniciativa de cantar a “Grândola, Vila Morena” à janela, desafiando a população a aderir à acção.

Entre amanhã e 1 de Maio, realizam-se concertos em streaming com: Rui Andrade e Paulo Cavaco (amanhã), Marisa Liz e Tiago Dias (dia 26), fado (dia27) com Amélia Muge e Paulo Bragança, acompanhados por André M. Santos (guitarra clássica), Hugo Edgar (guitarra portuguesa) e Rodrigo Serrão (contrabaixo), Jorge Camacho e Paulo Gaspar, em clarinetes (dia 28), Jéssica Ângelo e Banda (dia 29), Magano – Nuno Ramos, guitarra e voz, Francisco Brito, contrabaixo, e Sofia Ramos, voz (dia 30), e Carlão + DJ (1 de Maio).

Barreiro
O município barreirense vai assinalar o 25 de Abril de um “modo digital e simbólico”, disse o presidente da Câmara, Frederico Rosa, a O SETUBALENSE.

Está programada a cerimónia de hastear da bandeira nos Paços do Concelho, sem a presença de público.

A autarquia, segundo revelou Sara Ferreira, vereadora da Cultura, lançou “uma convocatória aos artistas barreirenses para participarem nas comemorações com o envio de um vídeo” e, paralelamente, vai haver uma transmissão especial pelos canais digitais do município. “Estamos a preparar um pequeno filme alusivo ao 25 de Abril para transmitir nessa data e iremos, em conjunto com a Banda Municipal do Barreiro, tentar uma parceria para que cada um dos membros possa tocar o hino a partir da sua casa”, disse a autarca.

Além disso, a proposta lançada pela câmara barreirense consiste na ideia de que cada residente, a partir de sua casa, possa “criar a liberdade, através das mais variadas artes”, quer por via da música ou da escrita e também de actividades ligadas à dança, teatro, cinema, expressão plástica, performance, escultura, fotografia e pintura, entre outras.

Alcochete
Em Alcochete, a Câmara Municipal decidiu sublinhar a data de uma forma também simbólica com a divulgação de um vídeo nas plataformas digitais da autarquia. O conteúdo da produção audiovisual visa valorizar a liberdade e adopta o exemplo do trabalho desenvolvido, homenageando, diz a edilidade, “todos aqueles que têm de manter a máquina a rolar e que sacrificando a sua segurança zelam para que todos os outros possam resistir e ultrapassar” o actual período difícil. “As mais diversas profissões e actividades das famílias, empresas e outras organizações são lembradas em modo digital. Nem mesmo em isolamento deitamos por terra a liberdade que conquistámos.”

Já a Junta do Samouco lançou um passatempo dirigido aos fregueses para que enviem um desenho em A4 até às 12h00 de hoje alusivo à revolução. A iniciativa contempla um prémio de 50 euros em compras no comércio local. Para amanhã, à 15h00, também desafia a população local a cantar às janelas a “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional.

A Junta de Alcochete promove a divulgação em vídeo da “Marcha do MFA – Life on the Ocean Wave” e o Hino da Restauração do Concelho pela Banda da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 de Alcochete. O vídeo vai ser exibido nas páginas desta autarquia e também da Sociedade Imparcial, pelas 15h00 de amanhã.

Sines
No litoral alentejano, o município de Sines também abdicou de comemorações presenciais em detrimento de assinalar Abril com algumas actividades por meio digital. As forças políticas locais gravaram uma mensagem, que será difundida no site e na página de Facebook do município.

Nuno Mascarenhas, presidente da autarquia, lamenta que este 46.º aniversário do 25 de Abril fique na história como aquele em que não se pôde sair à rua e comemorar. “No entanto, é graças ao 25 de Abril que Portugal é um País onde as instituições funcionam e dão garantias aos cidadãos. É isso a Democracia. E é pela Democracia e pela Liberdade que sairemos, de novo, em breve, à rua”, lembra.

Grândola
Em Grândola, o principal destaque das celebrações (no Facebook, Instagram e Youtube do município) acontece hoje, pelas 22h00, com o “Concerto Exclusivo Comemorativo dos 46 anos do 25 de Abril” do artista Luis Galrito. Às 00h20 são lançados 25 “morteiros” acompanhados pela música “Grândola, Vila Morena”.

Outro dos destaques é o conjunto de mensagens gravadas por artistas nacionais e internacionais para o município, a divulgar hoje e amanhã às 21h00. Participam nesta acção: Mário Lúcio (Cabo Verde), The Last Internationale (EUA), Golosa la Orquestra (Chile), Sérgio Godinho, Carlão, Rui Reininho, Samuel, Afonso Dias, Albano Nunes, António Manuel Ribeiro, Quem te viu, quem te vê – Instituto Memória Musical Brasileira, Luis Galrito, António Duarte, Rui Pato, Grafonola Voadora (João Espada, Luís Galrito e Napoleão Mira), Viriato Teles e José Fanha.

Amanhã, é transmitido em directo (11h00) o hastear da bandeira nos Paços do Concelho e as mensagens do presidente da Câmara Municipal, António Figueira Mendes, e do presidente da Assembleia Municipal, Rafael Rodrigues. Às 15h00, os munícipes são convidados a cantar “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional à janela. Para domingo, 26, às 15h00, está reservado o documentário “Se fores preso, camarada”.

A autarquia lançou ainda dois desafios online aos munícipes: escreverem uma frase, um texto, um poema, uma ilustração ou uma colagem para expor amanhã em parte visível das residências; escreverem pequenas cartas à liberdade para [email protected] Estas são divulgadas no domingo.

Alcácer do Sal
A página de Facebook da Câmara de Alcácer vai ser a plataforma onde os munícipes deste concelho podem seguir as celebrações da liberdade, que arrancam pouco antes da meia-noite de hoje com o tema “E Depois do Adeus” e outras músicas alusivas à revolução.

O hastear da bandeira realiza-se amanhã (9h00) e à tarde (15h00) este município é mais um dos que adere à iniciativa que convida a cantar à janela “Grândola, Vila Morena”, seguida do Hino Nacional.

“Ao longo do dia vão ser partilhadas no Facebook imagens de antigas comemorações desta data no concelho, vai ser lido um conto aos mais pequenos alusivo ao tema, preparado e contado pela equipa da Biblioteca Municipal, e há ainda uma exposição virtual com desenhos do Dia da Liberdade criados por alunos do 1.º ciclo do ensino básico, resultantes de um desafio lançado pela autarquia”, adiantou a edilidade.

Santiago do Cacém
No município de Santiago do Cacém, a evocação da liberdade começa também hoje a ser celebrada, com a exposição virtual “…Abril de Clava, Abril de Cravo…”. A partir das 22h30, nas redes sociais, a população pode assistir a depoimentos, entrevistas, música e memórias das comemorações da data.

Amanhã, às 10h00, é transmitido em directo o hastear da bandeira e, a partir das 15h00, canta-se a “Grândola, Vila Morena” da janela.

Crise faz cair venda de cravos de meio milhão para 50 mil

O cravo vermelho é o símbolo da revolução de Abril, mas este ano o recurso a esta flor está a ser escasso.

“A procura está a ser baixa, igual à de outras flores, apenas 10% de meio milhão de pés de cravos vermelhos”, revelou Vítor Araújo, presidente da Associação Portuguesa de Produtores de Plantas e Flores Naturais (APPPFN) e proprietário da empresa Florineve no Montijo. “Temos sempre grande procura nesta altura. Até tínhamos, às vezes, de mandar vir de fora (Espanha) cravos vermelhos nesta data. Este ano não foi preciso”, lamenta, estimando que as vendas desta flor no País “deverá situar-se entre as 50 mil e as 75 mil [unidades], 10 a 15%”.

A concluir, o responsável formula um desejo em forma de apelo: “Esperemos que no Dia da Mãe possa haver procura de flores. Também era bom comemorar o fim do Estado de Emergência com a oferta de flores às forças de segurança, profissionais de saúde e outros, ou até embelezar as nossas janelas, varandas ou outros espaços, ajudando ao mesmo tempo o sector e o comércio local.”

Com Luís Geirinhas

Comentários

- Pub -