Transportes públicos regressam à normalidade com horários completos e máscaras em máquinas de vending

59
visualizações

Na margem sul, até sexta-feira, a Transtejo-Soflusa garante o acesso a máscaras nos terminais do Barreiro e Cacilhas

 

- Pub -

A partir de segunda-feira a Transtejo-Soflusa (TTSL) passa a disponibilizar máscaras a todos os passageiros, através de máquinas de vending, “de forma a garantir aos passageiros acesso facilitado a máscaras qualificadas e certificadas (cirúrgicas descartáveis e laváveis/reutilizáveis), a soluções antissépticas de base alcoólica e luvas, em máquinas de vending”, avança a empresa em comunicado. Os equipamentos de protecção individual vão estar disponíveis até sexta-feiri, nos terminais fluviais do Barreiro, Cacilhas, Cais do Sodré e Terreiro do Paço.

A medida surge integrada no Plano de Desconfinamento da empresa, que entra em vigor após o término do estado de emergência e tendo em conta as orientações resultantes do Conselho de Ministros, anunciadas a 30 de Abril, dentro das quais o uso de máscaras passa a ser obrigatório nos serviços de transporte público.

Também a Fertagus e a Comboios de Portugal (CP) anunciaram que os horários completos vão ser retomados hoje, após as supressões que foram aplicadas durante o estado de emergência. Na CP mantêm-se apenas as supressões dos comboios internacionais.

A partir de hoje Fertagus e CP reactivam também o sistema de controlo de acessos nas estações, através da validação obrigatória do título de transporte. E, no caso da Fertagus, há um reforço do horário das bilheteiras, para que os passageiros possam adquirir os títulos de transporte. Segundo a empresa anunciou, a reposição de serviços surge após os cortes efectuados devido “uma quebra na procura de 85%”, durante o estado de emergência.

Quanto ao uso obrigatório de máscaras e ao distanciamento social também será fiscalizado no transporte ferroviário.

Mas para atravessar o Tejo nos catamarãs e cacilheiros da TTSL há ainda outras regras a ter em conta.

Entraram também em vigor novas normas de utilização deste serviço de transporte público, com o aumento do limite de passageiros transportados em cada viagem. Durante o estado de emergência cada viagem estava limitada a 1/3 da ocupação máxima. Agora passa a 2/3 terços da lotação máxima, em cada navio.

Desde a passada quinta-feira também se encontram abertas as bilheteiras com objectivo de facilitar o acesso à compra de títulos de transporte. Ficando agora também resposta a obrigatoriedade de validação dos títulos de transporte, sendo retomado o sistema de torniquetes, apenas desbloqueado após a validação do título de transporte.
No entanto, outros serviços vão permanecer encerrados. É caso das instalações sanitárias dos navios e bares a bordo, assim como os Espaços Cliente dos terminais fluviais do Cais do Sodré e do Terreiro do Paço.

Tanto a Transtejo-Soflusa, como a Fertagus e a CP informam que vão manter a reforço de limpeza e desinfecção de superfícies com maior frequência de contacto. E, para além destas medidas, mensalmente, continua a ser aplicado o desinfectante Microbe Shield Z-71, com eficácia até 30 dias.

Comentários

- Pub -