Alunos da Escola Secundária Sebastião da Gama testam negativo para a Covid-19

157
visualizações
Fotografia da Escola Secundária Sebastião da Gama

Estudantes realizaram o teste na passada semana, depois de estarem em contacto com caso positivo

 

- Pub -

 

Os alunos da turma da estudante infectada com a Covid-19 na Escola Secundária Sebastião da Gama, em Setúbal, testaram negativo para o novo vírus, depois de realizarem o teste de despistagem no final da passada semana, afirmou fonte próxima ao estabelecimento de ensino, que prefere não ser identificada, a O SETUBALENSE. De acordo com a mesma fonte, “são cerca de 10 os alunos do 12º ano que fazem parte da turma da aluna infectada”.

Para além desta turma, “foram também testados os alunos que estiveram indirectamente em contacto com a estudante em questão, assim como a professora da disciplina de Português, única disciplina que frequentava presencialmente”, disse Maria Fernanda Oliveira, directora do Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama, a O SETUBALENSE, afirmando que no total “realizaram o teste cerca de 20 pessoas”. “Todos os alunos foram acompanhados ao longo do período de quarentena pela Direcção-Geral da Saúde e estiveram sempre sob vigilância activa”, refere em seguida.

Segundo a mesma fonte, os encarregados de educação começaram a ser contactados no início da passada semana “por parte de uma enfermeira”, de forma a explicar “quais os procedimentos a realizar”. Desta forma, “os alunos tiveram de permanecer num quarto fechado, de quarentena, até hoje”, para completar os 14 dias em que o vírus demora a manifestar-se. O agendamento da realização do teste ficou ao encargo dos encarregados de educação, que “tiveram de ligar para um número, atribuído para esta situação, para saber quando seria possível realizar o mesmo”. “Deste contacto telefónico atendeu um homem, que em seguida passou a chamada para uma enfermeira que marcou o dia e a hora para a realização do teste”.

Terminado hoje o último dia de quarentena, que se iniciou no dia 25 de Março, “os alunos que se encontravam em casa vão amanhã regressar às aulas presenciais normalmente”, explica Maria Fernanda Oliveira.

Comentários

- Pub -