Covid-19: Parque de Campismo em Grândola reabre após surto com origem em festa

134
visualizações

O parque de campismo da Galé, em Grândola, reabriu hoje ao público após encerramento temporário devido a um surto de covid-19 que infetou 11 pessoas da zona, além de 20 jovens de Lisboa e Setúbal.

- Pub -

“O parque de campismo reabriu hoje com todos os requisitos e com o acompanhamento da autoridade de saúde e os utilizadores que testaram negativo saíram das instalações. Dos que estavam em isolamento, um decidiu permanecer e os outros dois voltaram para as suas casas, com vigilância das autoridades de saúde”, disse hoje à agência Lusa Fernanda Santos, responsável da autoridade de saúde pública do litoral alentejano.

Até hoje, o total do surto na Galé, com origem numa festa realizada no parque de campismo e além das duas dezenas de jovens, “corresponde a nove casos positivos em Grândola e dois em Sines, que são secundários”, indicou a delegada de saúde.

Entre os casos de Grândola estão seis jovens do concelho e três funcionários do parque de campismo, dos quais “dois são nadadores-salvadores”.

Os dois casos do concelho de Sines “são secundários”, relacionados com um jovem “que esteve na Galé e testou positivo, mas vive fora da região do litoral alentejano”, adiantou.

“Os dois familiares realizaram o teste, que deu positivo, e agora estão em isolamento em Sines”, indicou Fernanda Santos.

Os testes foram realizados na sequência de um surto da doença com origem numa festa que decorreu no parque de campismo da Galé por parte de um grupo de jovens, entre os 15 e os 20 anos, residentes nos distritos de Lisboa e Setúbal.

O grupo de jovens e alguns pais ocuparam equipamentos permanentes e terão decidido “reunir-se, sem autorização e sem nos consultarem, numa das casas”, relatou à Lusa Catarina Gomes, proprietária do parque de campismo, indicando que o caso ocorreu entre os dias 10 e 14 deste mês.

Na passada quarta-feira, a Autoridade de Saúde Pública do Litoral Alentejano deu conta da existência do surto, que registou inicialmente 20 infetados, precisamente os jovens de Lisboa e de Setúbal, que já tinham regressado a casa.

“A partir destes 20 casos externos ao concelho, fizemos uma investigação aos contactos que mantiveram e, a partir desse trabalho, detetámos logo seis infetados em Grândola. Agora, com os testes, tivemos mais três casos positivos, de jovens que também estiveram na festa”, resumiu Ismael Selemane, delegado de Saúde de Grândola.

Todas estas pessoas “serão submetidas a novos testes “dentro de 14 dias”, quando terminar a quarentena.

Lusa

Comentários

- Pub -