Lisnave tenta conter casos de Covid-19 num navio em reparação na Mitrena

713
visualizações

Alguns tripulantes e técnicos do armador do navio Atlantic Ordchard deram positivo

 

- Pub -

A Lisnave tem em reparação, nos estaleiros da Mitrena, em Setúbal, um navio ondem foram confirmados casos de infecção por Covid-19. A informação foi revelada esta segunda-feira a O SETUBALENSE por um trabalhador e confirmada entretanto por fonte da empresa.

“Dos oito navios que estão no estaleiro, há um em que apareceram alguns casos de pessoas infectadas”, disse a referida fonte da Lisnave ao jornal, explicando que os trabalhadores que deram positivo são “tripulantes e técnicos” do armador do navio.
Ainda segundo a mesma fonte da empresa, estão a “ser seguidas as orientações das autoridades de saúde” e a “ser feito o levantamento de quem esteve em contacto” com os casos confirmados.

A Lisnave refere ainda que o trabalho nos estaleiros contínua, estando para chegar em breve quatro navios para reparação.

Entre os funcionários da empresa com contacto com tripulantes e colaboradores externos estão os bombeiros da Lisnave, que têm sempre, no mínimo um bombeiro de serviço, de prevenção, junto a cada navio.

A empresa diz estar a analisar a situação, no que diz respeito aos bombeiros, e, segundo o trabalhador que informou O SETUBALENESE, foram colocados em casa, em isolamento preventivo, cerca de 40 homens do corpo de bombeiros
.
De acordo com esta ultima fonte, o navio onde foram detectados os casos é o Atlantic Ordchard, que está a ser recondicionado, e o primeiro caso foi confirmado na sexta-feira.
A Lisnave tem controlado o acesso, estando impedida a entrada na empresa dos trabalhadores que deram positivo, apesar de serem colaboradores de empresas externas.

Comentários

- Pub -