Surto de Covid no Faralhão preocupa população da localidade

1118
visualizações

Populares têm conhecimento de infectados que circulam livremente. Centro de Saúde já falou internamente em cerca sanitária

 

- Pub -

 

Um surto de Covid-19 no Faralhão, localidade na Freguesia do Sado, concelho de Setúbal, está a preocupar a população e os responsáveis do Centro de Saúde local.
O caso não foi declarado ainda oficialmente, mas O SETUBALENSE sabe que a hipótese de uma cerca sanitária à localidade foi sugerida pelo Centro de Saúde aos responsáveis da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), e que a possibilidade terá sido rejeitada.

O assunto passou a tema principal de conversa nos locais públicos do Faralhão, e o receio de contaminação aumentou entre a população. As pessoas falam de casos de infectados que circulam livremente na localidade, onde existem vários estabelecimentos comerciais, como farmácia, supermercados e cafés.

“Uma senhora que está infectada e anda na rua, quando lhe perguntamos porque não fica em casa, responde: ‘eu não vou contagiar ninguém”, relata um morador a O SETUBALENSE. “Agora é que eu ainda saio menos de casa”, acrescentou a mesma fonte.

Contactado por O SETUBALENSE, o delegado de saúde da Região de Lisboa e Vale do Tejo, que inclui Setúbal, diz não ter conhecimento dum surto no Faralhão.

Num primeiro telefonema, na sexta-feira, Mário Durval, disse que tinha conhecimento de que “havia alguma coisa em Setúbal” mas não tinha ainda recebido os relatórios. Num novo contacto ontem, o delegado de saúde informou que nos relatórios que entretanto recebeu não era referida a situação do Faralhão

“A última informação que obtive [no sábado], não indicava qualquer situação de surto em Setúbal”, disse Mário Durval. O responsável diz não acreditar que haja muitos casos de infectados a circular na rua, na localidade, porque, a GNR, que tem o dever de fiscalização, saberia desses casos.

Também contactado pelo jornal, o presidente da Junta de Freguesia do Sado disse não ter tido conhecimento de qualquer surto no Faralhão e que tinha acabado de sair da reunião da Comissão Municipal de Protecção Civil, onde esse assunto não foi tratado.
Manuel Véstias recorda que quem faz a recolha de lixo e entregas a famílias em isolamento é a Junta de Freguesia, pelo que, havendo uma situação de surto, não poderia deixar de a conhecer.

O autarca tem conhecimento que, na zona, incluindo nas Praias do Sado, tem havido fiscalização ao funcionamento de estabelecimentos comerciais, designadamente à venda de bebidas alcoólicas, por parte da GNR. Manuel Véstias diz que tem sido difícil controlar.
O coordenador do Serviço Municipal de Protecão Civil e Bombeiros de setúbal, José Luís Bucho, disse também não ter conhecimento de qualquer foco no Faralhão e informou que, em Setúbal, duas pessoas infectadas estão em internamento no Hospital de São Bernardo e os restantes casos confirmados no concelho estão em confinamento domiciliário.

Ana Martins Ventura
Francisco Alves Rito

Comentários

- Pub -