Seixal investe um milhão para mudar cobertura de escolas com fibrocimento

14
visualizações

De 14 escolas básicas do 1.º ciclo no concelho, uma cobertura está concluída e 5 já estão em adjudicação

 

- Pub -

A cobertura de fibrocimento da Escola Básica de Santa Marta de Corroios já foi substituída. Esta foi a primeira intervenção da Câmara do Seixal a ficar concluída, no seu parque escolar, num programa que vai envolver ainda mais treze escolas básicas do 1.º ciclo no concelho.

A obra agora concluída implicou um investimento municipal de 42 196 euros, sendo que o plano global da autarquia para a substituição e instalação de novas coberturas tem um orçamento de um milhão de euros. “Neste momento estão em fase de adjudicação mais cinco empreitadas”, dá a saber a Câmara em comunicado.

“Embora as coberturas em fibrocimento sejam apenas prejudiciais para a saúde quando danificadas, situação que não se verifica, a autarquia está a substituir estas coberturas com um fim preventivo”.

Ao mesmo tempo, a Câmara Municipal do Seixal “continua a reivindicar a remoção das coberturas em fibrocimento existentes nas escolas básicas do 2.º e 3.º ciclos e secundárias, da responsabilidade do Governo”.

Coberturas danificadas na António Augusto Louro

Lembra a autarquia que a Assembleia da República aprovou um conjunto de projectos de resolução que recomendam ao Governo a “requalificação urgente da Escola Básica Dr. António Augusto Louro, nomeadamente a substituição das coberturas que contêm fibras de amianto, no quadro da exigência da Câmara, de pais, professores e alunos”.

A EB Dr. António Augusto Louro, na Arrentela, está em funcionamento há quase 30 anos, estando as “instalações deterioradas e a necessitarem de uma requalificação generalizada do edificado e do espaço de logradouro da escola, sendo mais urgente a substituição das coberturas dos edifícios e dos telheiros, pois contêm fibras de amianto”.
“O Governo não pode continuar a adiar o investimento nas escolas que são da sua responsabilidade e deveria olhar para o exemplo da Câmara Municipal do Seixal que está a realizar um significativo investimento na valorização da escola pública, seja ao nível das coberturas, equipamentos escolares ou espaços exteriores”, comenta o presidente da Câmara, Joaquim Santos.

A Câmara Municipal do Seixal enviou, no dia 2 de Junho, um novo ofício dirigido ao ministro da Educação a reiterar a necessidade urgente de intervenção nesta escola, agora reforçada com a aprovação pela Assembleia da República de vários projectos de resolução.

Comentários

- Pub -