Última fase da requalificação do edifício dos Paços do Concelho já está a decorrer

20
visualizações
Obras Câmara Municipal

A recuperação do telhado da casa do município é a última fase de uma obra que ‘mexeu’ com todo o edifício

 

- Pub -

A última fase de obras para a requalificação do edifício dos Paços do Concelho de Setúbal já está a decorrer e incide na substituição do telhado. “Até ao final deste mandato [dentro de um ano] o edifício da Câmara de Setúbal fica remodelado”, afirma a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira.

A obra, que dada à sua especificação obrigou à contratação de uma empresa especializada, vai realizar-se durante cerca de quatro meses, e terá um custo “na ordem dos 200 mil euros”, prevê a autarca que refere ainda, nesta fase, a instalação de um elevador a servir também o sótão da casa do município, que terá um custo de cerca de “70 mil euros”.

“No espaço de sótão do edifício vai ficar instalado o gabinete de Comunicação e o do Cidadão, que neste momento funcionam no piso térreo, juntamente com o gabinete Financeiro, que tem sido aumentado”. Com estes serviços, neste momento, a funcionarem todos na mesma área, a autarca considera que é preciso melhorar as condições de trabalho, daí a deslocação de gabinetes para a parte superior do edifício.
A remodelação dos Paços do Concelho, um edificado que remonta ao século XVI, começou no final do anterior mandato, e tem sido progressiva incluindo algumas obras de fundo como a parte do saneamento. Diz Maria da Dores Meira que o edifício não tinha ligação à rede de esgotos, o que obrigava a despejos para fossa céptica, situação que foi resolvida com a intervenção de uma empresa e dos serviços da autarquia.

Para “diminuir custos”, realça a presidente, a maioria das obras neste edifício na Praça do Bocage foi entregue aos serviços municipais. Assim aconteceu com a pintura interna e externa e ainda com a melhoria nos pisos.

Uma das intervenções decorreu no Salão Nobre e remodelação do piso da Sala de Sessões Públicas onde foi criado um espaço de anfiteatro, com cadeiras vindas do Forum Luísa Todi, e zona de apoio áudio-vídeo. Isto para além de outras reparações em vários gabinetes dos serviços.

Entretanto, com a requalificação do espaço de sótão do edifício, onde estava instalado o Arquivo Municipal, este foi deslocado para outro espaço do município. “São obras que não estavam previstas no nosso programa eleitoral, mas foram, e estão a ser feitas”, frisa Maria das Dores Meira que aponta ainda a aquisição do edifício do Clube de Oficiais, também na Praça do Bocage, que vai receber o principal Posto de Turismo da autarquia, entre os cinco neste momento em funcionamento.

Em Setembro de 2019, a autarquia adquiriu ao Estado, através de um contrato de compra e venda para fins não habitacionais, por ajuste directo, o edifício do Clube Militar de Oficiais de Setúbal, localizado na Praça de Bocage, com vista à implementação de um posto de informação turística municipal.

O imóvel, designado por “PM 25/Setúbal – Edifício da Praça de Bocage”, encontrava-se disponibilizado para rendibilização no âmbito da Lei de Infraestruturas Militares, sendo adquirido pela autarquia pelo valor total de 477 mil euros.

O Auto-de-Entrega, assinado no dia 2 deste mês, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pela presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, e o coronel Vasco Vitorino da Silva António, comandante do Regimento de Artilharia n.º 5, estabelece, em definitivo, a passagem de propriedade para o município do imóvel, dotado de uma área total de 323 metros quadrados.

Comentários

- Pub -