23 Novembro 2020, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal OE2021: Federação dos Bombeiros de Setúbal contesta exclusão de subsídio de risco

OE2021: Federação dos Bombeiros de Setúbal contesta exclusão de subsídio de risco

A Federação dos Bombeiros do distrito de Setúbal contestou hoje a exclusão na atribuição do subsídio extraordinário de risco, considerando tratar-se de mais “uma machadada” aos bombeiros que estão na linha da frente no combate à covid-19.

- PUB -

A medida de atribuição de um subsídio extraordinário de risco está prevista no Orçamento do Estado para 2021 e destina-se aos trabalhadores integrados no combate à pandemia de covid-19, sendo extensível aos trabalhadores do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

“Esta é uma situação muito desagradável, pois os bombeiros portugueses, além de continuarem a dar uma resposta exemplar à sua missão de proteção e socorro das populações, têm estado na linha da frente, em conjunto com outras entidades, no combate à covid-19”, refere a federação, em comunicado.

A estrutura, que representa 24 corporações de bombeiros em todo o distrito de Setúbal, oito delas nos cinco concelhos do litoral alentejano, diz que não pode aceitar esta postura.

- PUB -

“Não podemos aceitar esta atitude de total falta de consideração e respeito que mais uma vez é demonstrada para com os bombeiros, principais agentes de proteção civil do país, responsáveis pela grande maioria da resposta ao socorro e ao transporte de doentes em Portugal”, sustenta.

No entender da federação, esta é “mais uma machadada” aos bombeiros portugueses, à qual se junta “a falta de financiamento, de apoio ao investimento em novos equipamentos, benefícios sociais de apoio ao voluntariado, a revisão do protocolo com o INEM e do preço do quilómetro praticado”.

É feito ainda um alerta para a “queda de receita e aumento da despesa” que as associações “estão a enfrentar desde o início da pandemia de covid-19”.

- PUB -

A federação refere que irá solicitar, com caráter de urgência, explicações à tutela, com o objetivo de “ajudar a que a situação seja revertida e que seja orçamentado o valor necessário a transferir para as associações, com vista a ser atribuído o subsídio de risco ao bombeiros portugueses”.

A proposta de Orçamento do Estado foi entregue na segunda-feira no parlamento, sendo votada na generalidade no próximo dia 28 de outubro.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Polémica na estreia sadina a ganhar na 2.ª divisão distrital de futebol

“Diversos factores a contribuir para a rápida e fácil subida de divisão (do Vitória)”, diz o clube da Baixa da Banheira   Depois de a equipa...

Actual estação na 5 de Outubro em Setúbal vai receber serviços ou habitação

Com a entrada em funcionamento do novo terminal interface de Setúbal, a actual estação rodoviária na Avenida 5 de Outubro, no Bairro Salgado, centro...

Câmara de Setúbal muda as fechaduras na tomada de posse do estádio do Bonfim

A Câmara Municipal de Setúbal agendou para a tarde de terça-feira uma visita ao Estádio do Bonfim, casa do Vitória Futebol Clube, cujos direitos...
- PUB -