24 Janeiro 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Setúbal Entidades de Setúbal criam projecto para promover a inclusão através da proximidade

Entidades de Setúbal criam projecto para promover a inclusão através da proximidade

Iniciativa intervém em todo o concelho, fazendo “o diagnóstico das necessidades das comunidades” mais fragilizadas

 

- PUB -

A Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social (SEIES) uniu-se à Associação Professores e Amigos das Crianças do Casal das Figueiras, à Associação de Solidariedade Social de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra e ao Instituto das Comunidades Educativa para promover a inclusão da população mais fragilizada do concelho num determinado território, através de uma intervenção de proximidade e à medida.

Nasceu, assim, o projecto social SIGA 2.0, que significa Setúbal Interinstitucional Gera Acção, pertencente ao programa CLDS 4G – Contrato Local de Desenvolvimento Social. “Este não é um trabalho de gabinete, mas uma intervenção no território, com o objectivo de perceber as problemáticas das pessoas e das colectividades”, explica Lucília Santos, da SEIES, a O SETUBALENSE. “É feito o diagnóstico das necessidades das comunidades e a partir daí delineamos acções que lhes possam dar resposta”, adianta.

Neste projecto, que terminará em Agosto de 2023, também as escolas serão chamadas a participar. A intervenção da iniciativa divide-se em dois eixos. O primeiro é orientado para a área do emprego, formação e qualificação. “O mercado de trabalho mudou e retomar o grupo para a empregabilidade é essencial para equacionar novas estratégias de inserção e procura activa de emprego”, afirma Lucília Santos. Por sua vez, a actividade “Vamos construir soluções” pretende ser uma “incubadora de ideias” que apoia “a reflexão e construção de soluções colectivas para problemas sociais e comunitários”, revela.

- PUB -

Já o segundo eixo dirige-se à intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil e engloba o projecto “Estrela do Norte” e as actividades “ConSIGA ser”, “DIY”, “Entre Nós” e “Criar a Brincar”.

Acção adaptada à nova realidade

Quando o projecto foi desenhado, ainda o mundo não se encontrava em estado pandémico. Agora, vai ter de ser adaptado à nova realidade. “As actividades não vão mudar mas a forma como vão ser implementadas terá de ser diferente”, diz. Até ao final do ano, o grupo de trabalho, que se encontra à procura de um elemento para integrar a Associação de Solidariedade Social de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, pretende “dar início às actividades e ter os contactos prioritários encetados com as organizações do território”.

- PUB -

O SIGA 2.0 actua desde 1 de Setembro em todas as freguesias do concelho, especificamente na freguesia de São Sebastião, com acção nos bairros abaixo da Praça de Portugal. O plano de acção da iniciativa requer a aprovação e acompanhamento do Concelho Social de Acção Social, com o propósito de potenciar o planeamento estratégico da intervenção social, unificando esforços e rentabilizando recursos, sendo este presidido por Pedro Pina, vereador do município de Setúbal no departamento de Cultura, Desporto, Direitos Sociais e Juventude.

- PUB -

Mais populares

Secundária Sebastião da Gama suspende aulas presenciais para alunos mais velhos até dia 26

Sete funcionários da escola em isolamento profiláctico obriga a alunos dos 11.º, 12.º e ensino nocturno a terem aulas em casa   Os alunos dos 11.º...

Alteração à sinalização na Volta da Pedra cria transtornos na circulação automóvel

Presidente da autarquia de Palmela e director da Infraestruturas de Portugal reuniram no local e apresentaram soluções A alteração à sinalização horizontal recentemente efectuada na...

Pandemia obriga Agrupamento de Escolas Lima de Freitas a suspender aulas presenciais em 20 turmas

No espaço de três dias duas das grandes escolas de Setúbal viram-se obrigadas a tirar turmas de aulas presenciais. O fecho das escolas ganha...
- PUB -