19 Janeiro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Serviços e indústria alimentar com mais de 90 empresas entre as 500...

Serviços e indústria alimentar com mais de 90 empresas entre as 500 maiores

Entre os negócios encontram-se restaurantes, produção de vinhos, azeite e arroz, e abate de gado para carne

 

- PUB -

Os serviços e as indústrias ligadas ao ramo alimentar são um dos sectores em destaque no Ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal, contando, em 2019, mais de 90 empresas.

Em quase uma centena de entradas do ranking elaborado pela IBERINFORM Portugal – Sucursal em Portugal, encontram-se fábricas dedicadas ao abate de gado para a produção de carne, restaurantes, produção de vinhos comuns e licorosos, de batatas, azeite e arroz, entre outros alimentos.

O Aldi Portugal – Supermercados, empresa instalada no Montijo que se centra no comércio a retalho em supermercados e hipermercados, é o primeiro do sector a surgir, no 10.º lugar do ranking, depois de ter atingido 294 milhões de euros de volume de negócios no passado ano.
Na 15.ª posição encontra-se a Coca-Cola European Partners Portugal, sediada em Setúbal, que fabrica refrigerantes e outras bebidas não alcoólicas, com mais de 213 milhões e 392 mil euros no mesmo indicador, valor que representa um crescimento de 8,5% comparativamente a 2018.

- PUB -

Já a indústria dedicada ao comércio, de acordo com o Ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal, é a segunda mais representada na listagem, com cerca de 70 empresas que comercializam produtos a retalho ou por grosso. A The Navigator Company, em Setúbal, é a primeira empresa do ramo a constar, estando na segunda posição. Através do comércio por grosso de outros bens intermédios, conseguiu atingir um volume de negócios de 2,4 mil milhões de euros, apesar deste valor, comparativamente com o ano transacto, ter caído 4,69%.

O sector continua representado no top 10 com a Midsid – Sociedade Portuguesa de Distribuição, em Alcochete, em 4.º lugar, posição alcançada através da comercialização “por grosso de tabaco”, e com a Megaço – Produtos Siderúrgicos, situada na vila palmelense, que conseguiu ficar em número 10 com o comércio por grosso de minérios e de metais.

Por sua vez, o sector imobiliário e da construção, com 65 negócios ligados à promoção imobiliária (desenvolvimento de projectos de edifícios), à construção de edifícios (residenciais e não residenciais) e à demolição, entre outros, surge em seguida. São exemplo disso a Wikibuild, no Montijo, que ocupa o 103.º lugar, a Construtora Rodrigues & Monteiro, em Sesimbra, no 151.º posto e, ainda, a Elitecofra – Construção, a ocupar o número 222.

- PUB -

Com perto de 60 negócios, a indústria transformadora e extractiva ocupa o 4.º lugar, com empresas como a Repsol Polímeros, que atingiu 645 milhões de euros em volume de negócios, ou seja, mais 25,93% do que em 2018. Depois do negócio localizado em Sines, que fabrica matérias plásticas sob formas primárias, encontra-se na 5.ª posição a Navigator Paper Setúbal, responsável pela fabricação de papel e de cartão (excepto canelado). A indústria continua igualmente representada nos primeiros 10 lugares com a SN Seixal – Siderurgia Nacional, dedicada à siderurgia e fabricação de ferro-ligas, instalada em 6.º lugar, seguida da Indorama Ventures Portugal, em Palmela, na qual são fabricados produtos químicos orgânicos de base, em 7.º.

Por sua vez, a Volkswagen Autoeuropa, que lidera a listagem elaborada pela IBERINFORM Portugal, abre o sector automóvel, onde estão ainda apresentadas mais 31 empresas. A fábrica de produção de automóveis da marca alemã, instalada em Palmela, é seguida pela Benteler – Indústria de Componentes para Automóveis, instalada no mesmo concelho, que ocupa o 9.º lugar, depois de ter conseguido um volume de negócios de 338 milhões de euros.

No Ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal constam, ainda, os ramos energético, com cerca de 30 negócios, dos transportes, com 27, da saúde, com 15, da tecnologia, com 11, do turismo e da educação, ambos com 5, assim como o sector agro-alimentar, com 10, e seis empresas que desenvolvem actividades de trabalho temporário.

Volkswagen Autoeuropa lidera exportações com aumento de 14,69%

A Volkswagen Autoeuropa não só voltou a crescer ao nível dos vários indicadores económicos em 2019, como foi também a empresa que mais cresceu nas exportações, tendo vendido para mercados externos mais de 3,3 mil milhões de euros. O volume exportado, que chegou, no ano passado, aos 88,87% da produção da fábrica de Palmela, representa um crescimento de 14,69% das vendas para o estrangeiro, em comparação com 2018.

Também a The Navigator Company viu este indicador subir, mas em menor escala, com um aumento de 2,39%, que se traduz de 1,347 mil milhões de euros, em 2018, para 1,379 mil milhões de euros no passado ano. Já a Repsol Polímeros, com refinaria em Sines, que se dedica ao fabrico de matérias plásticas sob formas primárias, viu o valor das exportações passar de 495 milhões de euros para 625 milhões de euros, num vigoroso crescimento de 26,34%.

No entanto, a maior variação do volume exportado vai para a Navigator Paper Setúbal, com a exportação de papel e cartão a atingir 1 milhão e 252 mil euros, simbolizando um crescimento de 16058,76%, quando comparado com o total de 2018, que atingiu os 7 mil e 754 euros.

Contrariamente, várias empresas viram as suas exportações baixarem, de 2018 para 2019, como aconteceu com a Odisseia Margem – Produtos Farmacêuticos, ou a Daudali & Filhos e a MAT – Materiais de Construção, entre outras.

- PUB -

Mais populares

Secundária Sebastião da Gama suspende aulas presenciais para alunos mais velhos até dia 26

Sete funcionários da escola em isolamento profiláctico obriga a alunos dos 11.º, 12.º e ensino nocturno a terem aulas em casa   Os alunos dos 11.º...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...

Dois doentes com Covid transferidos do S. Bernardo para o Hospital das Forças Armadas

Polo de Lisboa da unidade hospitalar militar recebeu ontem 10 doentes infectados. Dois chegaram do hospital de Setúbal   O Hospital São Bernardo, em Setúbal, transferiu...
- PUB -