18 Janeiro 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Seixal Siderurgia Nacional exporta quase a totalidade da produção no Seixal

Siderurgia Nacional exporta quase a totalidade da produção no Seixal

Fábrica emprega quase 500 pessoas e exporta 80% do produto

A Siderurgia Nacional (SN), do Grupo Megasa, figura num sólido sexto lugar do ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal, integrando o lote dos maiores pesos-pesados como Autoeuropa, Repsol e The Navigator Company.

- PUB -

A Siderurgia Nacional “é uma das principais empresas de reciclagem nacional. Tem em vigor e cumpre todos os requisitos das licenças, incluindo a ambiental, para desenvolver a sua actividade. Dispõe de certificações de ambiente, segurança, qualidade e sustentabilidade”, destaca Álvaro Alvarez, administrador da SN. “É uma unidade industrial muito importante para o país porque gera riqueza, cria emprego e produz um bem essencial a partir da reciclagem de resíduos”, acrescenta.

“Apesar das dificuldades decorrentes da pandemia, a Siderurgia Nacional soube tirar partido da estratégia que adoptou desde a crise de 2008/2009 que passou por uma viragem fortíssima para a exportação. Exportamos, neste momento, 80% daquilo que produzimos”, realça Álvaro Alvarez. “A empresa, assegura, “está perfeitamente alinhada com a visão estratégica de um processo produtivo baseado na economia circular e na descarbonização”.

No curto prazo, revela, “é uma prioridade para a Siderurgia Nacional concluir o plano de investimentos 2017/2020, no valor de 150 milhões de euros”. Este plano, pormenoriza,“assenta na modernização tecnológica, no aprofundamento da eficiência ambiental e energética e na diversificação dos produtos no quadro da reindustrialização pretendida na Europa”.

- PUB -

Aposta na reindustrialização

Se o país fala agora na importância da reindustrialização, a Megasa, frisa o administrador, “já o tinha previsto no plano de investimento 2017/2021, no valor de 115 milhões de euros. Este plano tem como foco a modernização tecnológica, aprofundamento da eficiência ambiental e energética e diversificação dos produtos, no quadro da reindustrialização pretendida na Europa”.

A Megasa, acrescenta, “está perfeitamente alinhada com este processo baseado na economia circular (sucata como matéria prima, 99% de resíduos valorizados), descarbonização da economia (aço pela via do forno de arco eléctrico, maior eficiência nos processos)”.

O Grupo para além de incorporar a SN Seixal tem também outra unidade de produção em Portugal, na Maia, Porto a maior produtora de aço nervurado em varão da Megasa. No Seixal, emprega quase 500 pessoas. Se a este número juntarmos os 3500 postos de trabalho indirectos entre esta unidade e a da Maia, “então, percebemos a importância da fábrica para a população do Seixal e da Península de Setúbal, mas também a nível nacional “mais ainda num contexto de crise económica e de alguma incerteza em relação ao futuro”, realça Álvaro Alvarez.

- PUB -

O Grupo Megasa é uma empresa familiar especializada na produção e distribuição de produtos siderúrgicos longos. A sede está localizada em Narón, na Corunha (Espanha), com uma fábrica que produz varão de aço nervurado em barra, em bobine e em carrete em diferentes tamanhos e qualidades.

Em Espanha situam-se mais duas unidades de produção: a Megasider Saragoça que tem uma localização logística estratégica no noroeste da Península Ibérica, com boas ligações com as zonas industriais mais importantes do país, assim como com a França. Esta fábrica, está especializada no fabrico de produtos comerciais com uma gama ampla de dimensões e qualidades. Completa a sua oferta com varão para betão e perfis estruturais.

Em Valência funciona a Unidade de reciclagem. A JAP2 Recuperaciones localizada em Silla, tem capacidade para gerar sucata fragmentada e cisalhada.

Referência industrial Crescimento sustentado ao longo de anos

A fábrica do Seixal, que é uma referência em Portugal, tem vindo a adaptar-se às exigências de um tempo feito de constantes avanços estruturais, tecnológicos e estratégicos. Hoje, em 2020, a unidade localizada no Seixal é especializada no fabrico de fio-máquina de baixo, médio e alto carbono. A flexibilidade da unidade industrial permite-lhe oferecer também varão de aço nervurado para armadura de betão, em diferentes apresentações; barra, bobine, spool e carrete.

Com a criação da Siderurgia Nacional Transformados (SNT), a unidade industrial passou a fabricar redes electro-soldadas com configurações normais ou especiais a partir de varão de aço nervurado, liso laminado a frio ou varão nervurado laminado a quente. A produção inclui também bobinas de fio laminado a frio.Em Junho de 2011, o Grupo Megasa integrou a unidade fragmentadora Ecometais dedicada à produção de sucata de aço fragmentada resultante da reciclagem de sucatas leves e de veículos fora de uso.

- PUB -

Mais populares

Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho de Crise ou Catástrofe

Administração assume em circular normativa que estrutura para atender infectados dá sinais de completa saturação   A administração do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, activou...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...

Secundária Sebastião da Gama suspende aulas presenciais para alunos mais velhos até dia 26

Sete funcionários da escola em isolamento profiláctico obriga a alunos dos 11.º, 12.º e ensino nocturno a terem aulas em casa   Os alunos dos 11.º...
- PUB -