26 Fevereiro 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Barreiro Construção da Startup Barreiro arranca no mês de Janeiro

Construção da Startup Barreiro arranca no mês de Janeiro

Concluída consignação da obra e adjudicação dos trabalhos

 

- PUB -

O presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa, revelou a O SETUBALENSE que o projecto relativo à criação da Startup Barreiro, cujo processo foi iniciado este mês com a consignação e adjudicação dos trabalhos, só deverá “entrar em obra a partir de Janeiro” devido ao período de interrupção de actividade das empresas na sequência das festividades associadas ao Natal e Ano Novo.

O autarca barreirense sublinha que o futuro equipamento, com cerca de 500 metros quadrados, está orçado em 750 mil euros e vai sofrer um processo paralelo no decorrer dos trabalhos de construção, que contempla “a elaboração de um regulamento, bem como as condições e o modelo do seu funcionamento”, ficando “vocacionado para acolher quem for proprietário de pequenas empresas, mas acima de tudo, receber quem queira desenvolver projectos criativos, baseados em conhecimento e tirando partido da formação existente na cidade de uma geração muito qualificada”.

A ideia, explica, é que os futuros utilizadores possam encontrar nesta Startup “uma forma de possuírem uma área onde possam desenvolver o seu projecto, mas também para se poderem ligar a outros empreendedores”.

- PUB -

O novo equipamento será dividido em três grandes secções, uma das quais para gabinetes com 50 lugares de trabalho, uma de uso comum com salas de reuniões e apresentações de produtos, e uma terceira, em espaço aberto, destinada a acolher exposições e eventos, acções de formação e feiras, estimulando o convívio entre os participantes. “Queremos criar neste espaço um ecossistema onde possa haver uma entreajuda na partilha de conhecimento e onde uns possam auxiliar os outros a atingir as suas metas”, afirma o presidente.

Frederico Rosa considera ainda que o projecto colide positivamente com o Regulamento Municipal de Incentivos ao Investimento da câmara. “A Startup Barreiro vai ajudar a completar um ciclo, dado que já temos ensino superior no concelho, o próprio parque empresarial Baía do Tejo, que dispõe de pavilhões e vários escritórios, e neste caso teremos um equipamento onde se pode desenvolver um projecto, que após ter uma maior dimensão, pode aproveitar a existência deste regulamento”, destaca.

Na opinião do edil, desta forma, é possível evitar “uma situação que acontece muitas vezes, que é ter-se uma ideia madura e pronta a ir para o mercado, mas ter-se que sair da cidade porque não se encontra um espaço” no município. “Queremos inverter essa situação e que os empreendedores do concelho possam sempre encontrar um espaço no Barreiro para desenvolver a sua actividade, sobretudo, junto das camadas mais jovens da população”, realça.

- PUB -

Empresas âncora facilitam ligação ao ensino politécnico

Sobre o assunto e segundo o vereador responsável pelo pelouro do Desenvolvimento Económico na autarquia, Rui Braga, o município “tem a certeza de quais são as entidades que queremos juntar na Startup”. Além da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro e da Baía do Tejo, o autarca refere ser indispensável a participação de “todas as entidades que possam trazer algum conhecimento, envolvendo algumas empresas âncora no concelho, de que é exemplo a Fisipe, e que podem planear ali algumas ideias e até gerar alguma ligação ao ensino politécnico”.

Para Rui Braga, do ponto de vista teórico, este é o caminho que a câmara prevê trilhar com a criação daquele equipamento. “A prática terá de levar à obtenção de frutos daquilo que a Startup pode traduzir”, sublinha, para que “o tecido empresarial se habitue a ter naquele espaço um parceiro com quem conversar e onde possa desenvolver as suas ideias”, reforça.

- PUB -

Mais populares

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...
- PUB -