9 Março 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Santiago do Cacém Surto de Covid-19 em fábrica de Ermidas-Sado atinge 31 trabalhadores

Surto de Covid-19 em fábrica de Ermidas-Sado atinge 31 trabalhadores

Maior parte dos funcionários infectados são estrangeiros. Fábrica emprega três centenas de pessoas

 

- PUB -

Um surto com 31 trabalhadores infetados pelo vírus que provoca a covid-19 foi identificado numa unidade industrial na freguesia de Ermidas-Sado, confirmou esta sexta-feira Álvaro Beijinha, presidente da Câmara de Santiago do Cacém.

“Foram detetados trabalhadores infetados numa fábrica em Ermidas-Sado, a maior parte de uma comunidade estrangeira, mas para já a situação não é de alarmismo”, explicou o autarca à agência Lusa.

A fábrica “tem cerca de 300 trabalhadores, metade são estrangeiros, e (…) o contágio não terá sido em ambiente laboral”.

- PUB -

“[A empresa] tem regras e procedimentos internos muito rigorosos porque não querem correr o risco de parar a laboração, mas queremos aguardar os próximos dias para perceber se a situação fica estancada ou, se porventura, agrava”, acrescentou.

Contactado pela agência Lusa, o delegado de saúde de Santiago do Cacém, Joaquin Toro, confirmou que, apesar do número elevado de trabalhadores infetados, o surto “está controlado”.

“Ao todo são 31 trabalhadores, portugueses e estrangeiros, que foram colocados em isolamento após os rastreios e o importante é que a empresa está a colaborar, tendo ativando o plano de contingência”, referiu.

- PUB -

O primeiro caso “foi detetado no passado sábado”, tendo o alerta sido dado pela empresa “que contactou a autoridade de saúde pública local”.

“Avaliámos o risco das pessoas e na terça-feira iniciámos o rastreio. Até agora já rastreamos três grupos, sendo que, na próxima segunda-feira, vamos voltar a realizar o quarto rastreio”, especificou.

Todos os trabalhadores “que são de risco estão em isolamento, muitos estão assintomáticos e a empresa está a trabalhar com um grupo que não esteve em contacto com o grupo de risco”, acrescentou o delegado de saúde, referindo que a unidade “poderá suspender a laboração porque está a trabalhar com um grupo muito reduzido de pessoas”.

O concelho de Santiago do Cacém regista 54 casos ativos de covid-19, 266 recuperados e três óbitos.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.899.936 mortos resultantes de mais de 88 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.590 pessoas dos 466.709 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

HYN // MCL / Lusa

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -