8 Março 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho...

Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho de Crise ou Catástrofe

Administração assume em circular normativa que estrutura para atender infectados dá sinais de completa saturação

 

- PUB -

A administração do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, activou esta segunda-feira, pela primeira vez, o nível vermelho do seu plano de contingência, devido ao aumento da procura de cuidados no serviço de Urgência, principalmente por parte de doentes infectados com a Covid-19 nos últimos dias, situação que quase levou ao colapso da unidade hospitalar.

Em circular normativa, documento a que O SETUBALENSE teve acesso, o Centro Hospitalar de Setúbal explica que “a estrutura planeada e programada para atender estes doentes, junto ao serviço de Urgência, dá claros sinais de completa saturação”. Esta situação levou a administração a accionar a última fase do Plano de Crise ou Catástrofe, “com o reconhecimento de que não é possível prestar os cuidados convencionais com os rácios e dotações em recursos humanos, infra-estruturas e equipamentos definidos como desejáveis”.

No entanto, o Hospital de São Bernardo assume que só não entrou em ruptura total graças “à dedicação, empenho, solidariedade e resiliência” dos seus profissionais, uma vez que “as 88 camas para doentes Covid teoricamente tidas como o limiar máximo da capacidade de resposta (…) foram literalmente pulverizadas e em muito ultrapassadas nas últimas horas”. “Temos neste momento [na passada segunda-feira] internados no nosso hospital 115 doentes nos espaços dedicados à patologia Covid e 11 dos quais necessitam de cuidados intensivos”.

- PUB -

O mesmo documento, assinado por Manuel Roque dos Santos, presidente do conselho de administração, refere que “aguardam na urgência decisão de internamento em espaço Covid mais 40 doentes, aos quais acrescem mais 5 internados em enfermarias não Covid”.

Esta é a primeira vez na “história do hospital”, edificado há mais de seis décadas, em que é accionada a última fase do seu plano de contingência. O Hospital de Setúbal manterá activo o nível vermelho até que “a situação mostre níveis de redução progressiva no afluxo de doentes em 72 horas consecutivas”.

No seguimento desta medida, também “como reforço” da mesma, a administração da unidade hospitalar procedeu à suspensão das actividades programadas “no espaço das Consultas Externas I e II que não sejam tidas como prioritárias ou urgentes” e à mobilização “de todos os recursos humanos que (…) venham a ficar disponibilizados para o reforço dos locais onde se prestam actividades inadiáveis e urgentes, nomeadamente internamentos e cuidados intensivos”.

- PUB -

Também as visitas e o acompanhamento de doentes ao Centro Hospitalar de Setúbal passam a estar suspensas a partir de amanhã, “com excepção de crianças internadas e grávidas”.

Entretanto, O SETUBALENSE sabe que a Escola Superior de Hotelaria de Setúbal e a Pousada da Juventude vão estar disponíveis para os profissionais de saúde que necessitem de se afastar dos seus familiares por questões de segurança, no seguimento da propagação da Covid-19.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -