8 Março 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Palmela Palmela é o município mais transparente do distrito

Palmela é o município mais transparente do distrito

Resultado é apresentado pela associação internacional Dyntra que  avaliou a informação publicada nos sites dos municípios portugueses com base em 139 indicadores

 

- PUB -

Palmela é o município do Distrito de Setúbal com maior índice de transparência, de acordo com a análise feita pela plataforma internacional Dyntra (Dynamic Transparency Index) à informação publicada nos sites das câmaras municipais de Portugal Continental.

O município palmelense surge no 16.° lugar do ranking nacional e ocupa o 14.° posto na listagem dos 50 concelhos com maior população, apresentando um índice de 40,29% de cumprimento do total de 139 indicadores definidos e avaliados pela referida organização não governamental. No estudo publicado nos finais de Novembro passado, Palmela cumpre 56 dos indicadores e é a única autarquia do distrito a atingir a casa dos 40 pontos percentuais, quando a média dos resultados da meia centena dos maiores concelhos do território continental se cifra em apenas 35,78%.

Álvaro Balseiro Amaro, presidente da Câmara Municipal de Palmela, prefere não atribuir demasiada importância ao resultado. “Não trabalhamos para rankings, que valem aquilo que valem. Os rankings não são um resultado absoluto e devem servir apenas para identificar aspectos onde ainda possamos melhorar”, comenta o autarca, sem esconder, no entanto, dose moderada de regozijo. “Ficamos satisfeitos por estarmos no grupo daqueles que apresentam melhor performance. Porém, achamos que podemos melhorar muito.”

- PUB -

A informação na página do município na Internet “está em permanente actualização”, sublinha. E, além de haver “aspectos no site que precisam de ser melhor arrumados, há já à data de hoje mais informação lá introduzida”. Por vezes, adianta, “há outra que também lá consta, mas que não está identificada onde deveria estar”.

Neste momento, revela ainda Álvaro Amaro, está já prevista uma nova mexida nos conteúdos. “Estamos a trabalhar nesse sentido, no projecto Península Digital da Associação de Municípios da Região de Setúbal”, admitiu.

Montijo e Seixal no pódio da península

- PUB -

Montijo – tal como Sines, que é avaliado na região do Alentejo (ver caixa) – é o segundo município do distrito melhor classificado. Em termos nacionais ocupa o 28.° lugar e é o 21.° na avaliação dos 50 maiores concelhos. Cumpre 51 dos 139 indicadores, o equivalente a 36,39%.

Seguem-se Seixal com 47 indicadores cumpridos (33,81%) – 39.° posto no ranking nacional e 26.° entre os 50 maiores concelhos – e Almada com o cumprimento de 45 indicadores (32,37%), a figurar em 47.° na geral e em 33.° na listagem dos maiores concelhos.

Sesimbra, que está fora dos 50 maiores concelhos, surge na posição 54 do ranking nacional, com 30,94% (43 dos139 indicadores cumpridos).

Depois vêm Barreiro e Moita. Ambos figuram na lista dos 50 maiores concelhos (43.° e 45.°, respectivamente). O primeiro é o 66.° em termos nacionais, com 29,50% (41/139); e o segundo ocupa o 71.° posto, com 28,70% (40/139).

No mesmo lugar, com igual percentagem e número de indicadores cumpridos, mas apenas na lista geral nacional, uma vez que também não integra os 50 maiores concelhos, encontra-se Alcochete.

Setúbal fecha o lote. É o município do distrito com pior índice de transparência. Com 23,02% (32/139) surge na posição 88, no que toca ao território continental, e no penúltimo posto (49.°) dos 50 maiores concelhos avaliados. Enquanto capital do distrito, o município de Setúbal é o 17.° ficando apenas acima de Portalegre. O estudo da Dyntra analisou informação constante nos sites municipais em diversas áreas.

Odemira e Sines nos primeiros lugares no Alentejo

Embora pertencentes ao Distrito de Setúbal, Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines foram avaliadas enquanto autarquias da região do Alentejo. Dos 17  municípios alentejanos analisados, Odemira é o primeiro classificado com 38,13%, face ao cumprimento de 53 dos 139 indicadores. Sines ocupa o 2.° lugar com 36,69% (51/139), percentagem que a transportar para os resultados obtidos pelas outras autarquias do distrito sadino coloca este concelho como o segundo melhor do total distrital (28.° em termos nacionais, a par do Montijo). Alcácer do Sal, Grândola e Santiago do Cacém, todos com 31,65% (44/139), ocupam o 6.° posto da região do Alentejo. No total do Distrito de Setúbal, surgem logo atrás de Almada, ocupando o 48.° lugar em termos nacionais.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -