8 Março 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Regional Escola Vasco da Gama de Sines leva distrito ao top da Geração...

Escola Vasco da Gama de Sines leva distrito ao top da Geração Depositrão

Estabelecimento de ensino juntou 14 das cerca de 31 toneladas de resíduos recolhidas pelas escolas da região de Setúbal

 

- PUB -

As escolas do Distrito de Setúbal recolheram mais de 31 toneladas de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE) e pilhas no âmbito da 12.ª edição da campanha Geração Depositrão, referente ao ano lectivo 2019-2020. E a regiâo integrou pela primeira vez o top 5 do ranking nacional, muito por força do contributo da Escola Vasco da Gama de Sines, que alcançou o 2.° lugar no País com 14 toneladas de resíduos recolhidas.

Promovida em parceria pela ERP Portugal, Entidade Gestora de Resíduos, e o Programa Eco-Escolas, a campanha permitiu às escolas e entidades aderentes recolherem, no último ano lectivo, cerca de “385 toneladas de REEE e 15 toneladas de pilhas” depositadas num total de “427 pontos” espalhados por todo o País, revelou em comunicado a organização. Estas cerca de 400 toneladas de resíduos traduzem um “peso médio de recolha equivalente a mais de 900 quilogramas”. Anualmente, “as escolas participantes correspondem ao envolvimento de mais 420 mil alunos e cerca 42 mil professores de todos os níveis de ensino”, adianta a mesma nota.

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e a EB 2,3 de Alvalade do Sado (Santiago do Cacém) foram os estabelecimentos de ensino do Distrito de Setúbal que mais resíduos recolheram, atrás da Escola Vasco da Gama de Sines: a primeira recolheu três toneladas e a segunda duas.

- PUB -

Sobre os resultados globais obtidos em 2019-2020, Filipa Moita, responsável de comunicação da ERP Portugal, admitiu que  “superaram totalmente as expectativas”, já que “estiveram muito próximos” dos alcançados em anos de recordes de recolhas. “Fica patente que a pandemia, apesar de trazer constrangimentos a toda a cadeia de valor e processos numa iniciativa deste âmbito, em nada travou o trabalho exaustivo e a missão ambiental encetada por todos os envolvidos”, disse.

Ainda de acordo com a responsável, “as escolas são, de facto, agentes participativos e dinamizadores de comportamentos sustentáveis, já enraizados em muitas regiões de Portugal”.

“Grande número de escolas já participa neste desafio há vários anos, mantendo e reforçando hábitos e comportamentos. As escolas EB 2,3 Damião de Odemira e EB de Saboia são excelentes exemplos do funcionamento efectivo desta campanha”, destacou, a concluir.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -