6 Março 2021, Sábado
- PUB -
Início Local Setúbal Hospitais de Setúbal e Barreiro-Montijo recorrem a contentores para acomodar corpos

Hospitais de Setúbal e Barreiro-Montijo recorrem a contentores para acomodar corpos

As morgues já não são suficientes para o aumento da mortalidade

O Hospital de São Bernardo, em Setúbal, recebeu nos últimos dias um contentor frigorífico de auxílio ao acondicionamento dos corpos dos utentes falecidos. A nova estrutura, considerada necessária também devido ao aumento do número de óbitos causados pela Covid-19, encontra-se instalada junto à morgue da unidade hospitalar, não estando ainda em funcionamento.

- PUB -

Desta forma, os corpos passarão também a ser conduzidos para o referido contentor, já colocados dentro de urnas, de forma a permitir o aumento da capacidade da casa mortuária.

Situação semelhante está a acontecer no Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM), onde se encontram actualmente instalados dois contentores frigoríficos para o mesmo efeito, segundo confirmou ontem o conselho de administração do hospital em resposta escrita enviada à agência Lusa.

A instalação dos dois contentores frigoríficos, que já se encontram em funcionamento, deve-se “ao aumento da mortalidade que neste momento se verifica e que se deve, em parte, à evolução da pandemia Covid-19”. Além disso, acrescenta o conselho de administração, há ainda “o incremento da taxa de mortalidade tipicamente verificada nesta altura do ano, decorrente essencialmente do impacto das condições climatéricas adversas na saúde da população”.

- PUB -

Na resposta à agência Lusa, o conselho de administração adianta que o CHBM contratou a disponibilização de dois contentores frigoríficos “para assegurar o melhor acondicionamento dos corpos dos utentes falecidos”, aumentando, igualmente, a capacidade de acolhimento de cadáveres na casa mortuária e “acautelando eventuais necessidades futuras”.

“Esclarece-se que, ao dia de hoje [ontem], ainda não se mostrou necessária a utilização do segundo contentor, estando as necessidades nesta área a ser garantidas na casa mortuária e pela utilização de apenas um dos contentores”, afirma o conselho de administração do centro hospitalar, sem revelar a capacidade de cada contentor frigorífico, nem o número de óbitos registados até ao momento.

Com SSM (ZO/GC) // VAM // Lusa

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...
- PUB -